Zeca Baleiro “Este Mercado é um dos mais bonitos do Brasil”

Zeca Baleiro

“Este Mercado é um dos mais bonitos do Brasil”

 

O compositor maranhense Zeca Baleiro esteve recentemente no estado, realizando shows, e pela segunda vez no Mercado Público, onde almoçou no Bar Naval. A primeira vez foi há 12 anos, “nas primeiras vindas à cidade”. Apreciador de mercados, lembra que o ex-governador do Maranhão, Jackson Lago, falecido em 2011, era apaixonado pelo nosso e projetava fazer uma reforma semelhante no mercado de São Luís – sempre frequentado por Zeca, quando está lá.

 

Sempre que viajo, gosto de visitar os mercados, que é onde a gente conhece, de fato, as cidades. Este Mercado aqui é muito especial, um dos mais bonitos do Brasil. Lembra um pouco, vagamente, o Mercadão de São Paulo, tem uma energia muito particular. Gosto muito dessa comida que se come nos botecos do Mercado aqui, reunir com os amigos. Acho bacana. Da outra vez fiz um tour mais turístico, cultural. Tomei mate, dei um rolê, fui no lugar onde se escolhe o café (Café do Mercado). Aqui (Naval), a gente veio só almoçar porque tem compromisso, e depois tem que vazar. Acho que o grande lance dos mercados é que eles preservam uma atmosfera antiga. As pessoas vêm aqui e é como se elas se transportassem para um outro tempo. O dono do Naval veio me dizer que o Lupicínio tinha uma mesa, Elis vinha no começo de carreira, Gardel fez temporada e veio aqui. Quem sabe, um dia, digam que eu passei por aqui.

 

Mercados e seus simbolismos

 

A gente conhece muito a cidade, o povo, os costumes, indo ao seu mercado. Naturalmente tende a ficar um pouco turístico, menos espontâneo o fluxo das pessoas nos mercados, mas acho que ainda existe isso, é uma tendência do mundo todo. Na Europa está rolando isso, a revitalização dos mercados, das docas. Na minha cidade, por exemplo, São Luís, tem mercados incríveis, mas muito caóticos, não atraem o turista. Precisa ter o caos que caracteriza os mercados, mas também o mínimo de organização, de higiene. Eu sinto falta disso lá, fico um pouco com inveja disso daqui. Acho que é um lugar onde se vê um pouco a cara da cidade. Não pode ser pé sujo demais, nem tão asséptico como um shopping center. As pessoas vêm aqui em busca de uma vida que talvez não tenha no shopping.  É um lugar simbolicamente muito importante. O mercado de São Luís?  Eu vivo lá, mesmo sujinho! É um mercado incrível, mas muito caótico, que para o turista mais exigente talvez não seja atraente, mas eu vou lá, como meu camarão, a minha panelada e tomo a minha cervejinha. Adoro!

 

Foto: Fabrício Scalco

COMENTÁRIOS