Viva o Centro: grandes novidades no entorno do Mercado

Viva o Centro: grandes novidades no entorno do Mercado

 

O Projeto Viva o Centro deu mais um passo importante, com a aprovação da Câmara de Vereadores do projeto de lei do Executivo que prevê, entre outras coisas, a reforma do Chalé da Praça XV, do Largo Glenio Peres e da Praça XV, como o Jornal do Mercado já havia antecipado em sua edição de novembro de 2007. Todas as obras deverão estar prontas até dezembro deste ano.

Com a inauguração do Centro Popular de Compras profundas alterações vão se processar no centro da cidade. A saída dos vendedores ambulantes das imediações da Praça XV, prevista para agosto, vai desencadear uma série de ações, previstas no Projeto Viva o Centro, coordenado pela Prefeitura de Porto Alegre. A intenção é revitalizar a Praça XV, com o trânsito voltando às ruas José Montaury e Marechal Floriano. A praça, onde o comércio informal deverá ser proibido daqui para frente, será totalmente revitalizada, incluindo paisagismo, área verde e o rebaixamento do piso da Praça XV, o que vai melhorar sensivelmente o acesso e, principalmente, a circulação das pessoas. Mas não só a Praça XV passará por reformas, como também o próprio Chalé da Praça XV que, mais uma vez vai entrar em obras. Estão previstas a ampliação para 120 lugares, a substituição da cozinha por um novo bar e a instalação de um café anexo.

Deques nos bares do Mercado em frente ao Glenio Peres


     No Mercado Público, o clima é de expectativa, uma vez que boa parte do seu entorno estará se qualificando consideravelmente. No lado da Avenida Júlio de Castilhos, os terminais de ônibus já foram removidos para o novo trecho da Avenida Borges, agora religada com a Avenida Mauá. E no lado em frente ao Largo Glenio Peres, também deverão ser instalados deques de madeira, envolvendo dez bares. O projeto, na verdade, uma evolução da experiência iniciada em 2004, prevê mesas e cadeiras na rua, protegidas por ombrelones, floreiras e o espaço deverá ser limitado por cercas, também de madeira.

Estacionamento e bonde turístico
No local também está prevista a criação de área azul com 35 vagas de estacionamento, além de reformas na iluminação e sinalização. A licitação das obras, contudo, só será feita após a saída dos aproximadamente 800 camelôs para o Centro Popular de Compras, fato considerado essencial para a revitalização do Largo Glenio Peres.  O Projeto também prevê a instalação da implantação de uma linha turística, com a utilização de um bonde, resgatando a tradição do Centro Histórico de Porto Alegre. A linha, um projeto antigo, irá do Mercado Público até a Usina do Gasômetro.

Centro da Cidade agora é histórico
Agora é lei: sancionada em janeiro a lei estabelece o novo nome da área central da cidade como Centro Histórico. Com isto passa a ter toda uma valorização patrimonial do Centro da cidade, onde estão concentrados 80% dos bens tombados da cidade, principalmente os do Programa Monumenta. A lei vem justamente em uma época em que há uma revalori-zação do Centro da cidade e com o Programa de Revitalização do Centro, que prevê consideráveis mudanças na região.
As comemorações serão realizadas a partir do dia 17 de agosto (Dia Nacional do Pa-trimônio Histórico), com uma extensa programação cultural que prevê mostras, desfiles de moda, concursos literários e até liquidação nas lojas da região central.

COMENTÁRIOS