Vereadores diariamente na Ouvidoria da Câmara no Mercado Público

Câmara

 

Vereadores diariamente na Ouvidoria da Câmara no Mercado Público

 

A presidente da Câmara Municipal Sofia Cavedon (PT) inicia o ano e sua gestão com muitas novidades. Uma delas diz respeito ao espaço que a Câmara dispõe no Mercado Público, a Ouvidoria da Câmara Municipal, onde os clientes, frequentadores e transeuntes do Mercado podem encaminhar seus pedidos e solicitações.

 

“Nós pactuamos com a Mesa Diretora que todos os dias tenha um vereador aqui. E a agenda já está fechada para todo o mês de março”, informa a vereadora que esteve visitando o local no início deste mês. Para ela o importante é que haja um acompanhamento do cidadão de onde está sua demanda, on line. Para isso, informa ela, já está agendada uma reunião na Prefeitura, para incluir o serviço de atendimento 156, a exemplo do que já ocorre com o sistema de coleta do lixo, com o DMLU. Ela também informa que já esteve reunida com o vereador Reginaldo Pujol (DEM), responsável pelo espaço há um ano, para que seja feito um balanço para que possa se verificar quais são as questões mais prementes, sentar e apresentar ao governo para ver os encaminhamentos. Pela proposta da vereadora Sofia Cavedon (PT), diariamente, de segundas a sextas-feiras e sempre das 12 às 13 horas, um vereador deverá estar no local para ouvir sugestões e reclamações dos porto-alegrenses.

 

Câmara na comunidade

 

Ela lembra que a proposta integra programa desenvolvido pela presidência desde o começo do ano denominado Transformando Leis em Direitos. Neste caso o objetivo maior da presença de um vereador no quiosque da Ouvidoria, segundo ela, é acentuar a presença do Legislativo na comunidade, como uma espécie de extensão da Câmara. Dentro deste espírito já vêm sendo realizadas, nas sexta-feiras pela manhã, visitas de vereadores às comunidades de Porto Alegre. Já foram contempladas Jardim Marabá, Vila Minuano, Beco dos Tabajaras, Vila Herdeiros e a Vila Taquareiros, sendo que já está feito o primeiro apanhado das seis visitas, que será encaminhado ao Excutivo. Tudo isto, diz Sofia, como uma estratégia de fazer com que o legislativo seja, de fato, uma ferramenta nas mãos do cidadão. O vereador Reginaldo Pujol lembra que a proposta já vinha sendo pensada desde o ano passado, não efetivada em função do ano eleitoral. “Agora com o total apoio e empenho da atual presidente, vamos estar neste espaço diariamente para cada vez mais nos aproximarmos da comunidade”.

                                                                                                                                             Foto: Bolivar Abasca Oberto / PMPA

COMENTÁRIOS