Vacas no Mercado (e não é no açougue)

Vacas no Mercado

(e não é no açougue)

 

A Cow Parede (Parada das Vacas) é um evento de arte que já vem acontecendo em mais de 50 cidades, em diferentes países. Consiste em usar vacas de fibra de vidro, resistente, onde os artistas desenvolvem suas criações diversas. As vaquinhas são espalhadas pelas cidades, no caso de Porto Alegre, em mais de 80 lugares, nos pontos mais conhecidos da população. O Mercado, evidentemente, não poderia ficar de fora. Assim, duas simpáticas vaquinhas aportaram por aqui, uma em pleno centro do estabelecimento e outra na entrada do pórtico do Largo Glenio Peres.

A reação das pessoas é a esperada: muita gente em volta, tocando e, principalmente, fazendo fotos, atraindo curiosos. Marco Gouveia, 52 anos, comerciante é um deles: “Estava passando por aqui e vi essa vaca e achei interessante. É como se fosse um bibelô, enfeitando o Mercado. Acho que é uma promoção cultural”, disse ele. O freqüentador assíduo do Mercado, Samuel Felipe Furtado, 58 anos, motorista, fez descobertas,  através do interior da vaquinha “central”: “Tem coisas ali (as imagens que podem ser vistas dentro na vaca), que eu nem sabia que tinha perto da minha casa, como o Parque Padre Cor. Coisas que tenho certeza que mais de 70% dos porto-alegrenses não conhecem…Achei bem interessante”,  disse ele.

As vacas, com um acabamento de excelente qualidade, além das criações artísticas, despertam também pela beleza, apesar de muitos não saberem os motivos da exposição. “É linda a vaca, uma obra muito bonita. Não sei o motivo dela estar aqui. Eu vim ao Mercado e me deparei com essa vaca”, disse Adriana Marques da Silva, saladeira, 40 anos. E a doméstica Erlinda Francisca da Silva, 52 anos, além de também achar bonita a vaquinha, disse que enxergou o próprio Mercado nela, acostumada, talvez em comprá-la em cortes nos seus açougues.

COMENTÁRIOS