Um dia da caça, outro do caçador

Tarsio Gueno outrora cumpridor de sua aposta. Quando vestiu a camisa do Grêmio. Hoje vence a aposta feita no passado e cobra do seu colega o pagamento da dívida. Não demorou muito lá estava Ademir Sauer, no mesmo local e hora do passado, sempre de azul celeste, a cor do time do coração. Mas como o tricolor não seguiu adiante no Gauchão, coube a este gremista vestir a camisa do rival. Ele que esperava a terceira camisa ganha em aposta, desta vez teve que pagar. E foi a branquinha.
Tarsio era só gargalhadas, oportunidade única para uma boa piadinha entre rivais “tá aqui, a branquinha do Beira Rio, mas ficou bonito em Ademir. Porque não muda de time?”. Claro que tudo ficou entre amigos, mas a foto saiu para ficar registrado que um dia um dos gremistas mais apaixonado vestiu a “branquinha do Beira Rio”. Antes tivesse apostado um calção, brinca Ademir.

COMENTÁRIOS