“Tudo que tem no meu cardápio, tem no Mercado Público”

“Tudo que tem no meu cardápio, tem no Mercado Público”

 

Conhecedora do Mercado há muitos anos, ela faz nele todas as compras para os seus eventos, assim como fez um pequeno roteiro por algumas bancas para comprar os ingredientes dos pratos aqui apresentados. “Aqui eu encontro tudo num só lugar. Azeites, queijos, verduras, chocolates, temperos. A gente vai nas bancas e já conhece as pessoas. Ligo, encomendo, esses vínculos facilitam”. Ai vai um breve relato das suas andanças mercadeiras.

 

Ela começou pelo Empório 38, buscando óleo trufado (de trufa branca e negra). Sugere, por exemplo, fazer um purê de batata doce, “que é bem nosso”, e colocar o azeite por cima. Dessa movimentada banca levou também queijo coalho, arroz arbóreo, comprou temperos e pimenta rosa. Na Banca 10, a sua preferida para frutas, comprou as verduras e a moranga cabotiá. “Todas as frutas e verduras que não se encontram por aí, aqui tem, como algumas verduras diferentes, como a mandioquinha, que está super na moda e batatas doces de várias cores. Aqui comprei também tudo para fazer o caldo – alho poró, cebola, aipo”. O creme de leite e o chocolate para a sobremesa foram comprados na Comercial Martini, também muito elogiada pela chef. “A Harald tem uma linha de chocolates muito importante, e poucas pessoas sabem disso. Esta banca é um grande representante deste chocolate, e a dona (Adriana Kauer) é uma chocólatra inveterada e sabe falar de chocolate com muita propriedade”. A carne, ossobuco, foi comprada no açougue San Remo, onde “os guris são muito queridos, cortam a carne como tu queres, entendem bem do assunto”.

 

Grazia e os fumegantes pratos de inverno

 

“Destacaria os mais pesados, mais gordurosos e mais quentes, como massa com molhos mais incorpados, feijoada, carnes de panela, peixes no forno, ensopados. A gordura é um elemento importante mas tem que haver o cuidado do equilíbrio. Esse prato que eu fiz, o ossobuco, muito propício para o inverno, pode deixar cozinhando num molho muito tempo, não perde fibras, a carne vai ficar mais macia, tem gordura no entremeio, tem o tutano”, diz. “O importante é fazer uma comida que transmita calor e que fique fumegando no momento de servir”, finaliza.

    

COMENTÁRIOS