Tudo para um natal mais gostoso e tranqüilo

 

Tudo para um natal mais gostoso e tranqüilo

 

Este Caderno Especial é para que você não deixe tudo para a última hora no seu natal. Por isto mesmo trazemos aqui várias dicas e orientações de como ir encaminhando os preparativos para a grande data. Sugestões de como e onde comprar os melhores produtos, de matérias-primas a utensílios para fazer panetones, chocotones, bolos de mel, cupcakes, bolachinhas, tortas geladas, sorvetes, frutas sêcas, nozes e muitas outras delícias natalinas. No Mercado você vai encontrar tudo, inclusive cursos para aprender a fazer essas pequenas maravilhas. Aproveite!

 

Natal personalizado e econômico

 

O natal é um momento de inspiração. E também de muita criatividade. E isso Adriana Kauer tem de sobra. Apaixonada pelo Mercado (e por chocolates) ela dá aqui preciosas dicas, ideias e informações sobre as múltiplas opções para fazer um natal mais personalizado, exclusivo e, claro, gostoso.

 

À frente da Loja 11 – Martini, há 22 anos, Adriana vem acumulando conhecimentos na sua área e acompanhando, ano a ano, as novidades. Já viu o panetone virar chocotone e está atenta a todas as tendências. E a novidade agora, adianta, são as gôtas de frutas para fazer um frutotone. Mas a Martini tem, na verdade, todos os ingredientes para fazer os mais diversos tipos de produtos para entrar no clima de natal. O importante, porém, é a personalização. Frutas cristalizadas, passas, para fazer um panetone de cookies, por exemplo. “Além disso, o pessoal sempre procura sempre frutas sêcas e coisas para fazer as  bolachinhas de natal, super típicas, que é a cara do nosso Mercado. A gente tem fôrmas, miçanguinhas e corantes. E outra novidade são os biscuits comestíveis, de natal, tanto para botar  em cima das bolachinhas ou do panetone”, informa. Mas a “onda’ do momento, diz Adriana, é fazer cupcakes. “A galera está fazendo direto”, diz ela, lembrando que o pão de mel também tem muita procura e pode ganhar um toque de personalização com papel de arroz, com motivos natalinos.

 

Personalizando o natal

Adriana se entusiasma quando fala das possibilidades de fazer produtos natalinos mais exclusivos. Para ela isto acaba gerando um valor agregado que se reflete, inclusive, na própria relação de custo. “O campo do personalizado é maravilhoso, porque está se lidando com o exclusivo, com aquilo que tu faz e mais ninguém”. Um bom exemplo? Um panetone de passas, com chocolate, cobertura de ouro e as laterais com papel arroz com fotos de crianças vestidinhas de papai Noel. “Imagina, isso é lindo”, diz Adriana. E essas novidades, assegura, só o Mercado tem. Ela cita os canudinhos de aniversário, pó de sorvete, produtos hoje encontráveis nos supermercados, vendidos já há mais de 20 anos no Mercado. “A gente sempre está trazendo novidades. E isto é típico do Mercado, ele é visionário. Temos coisas que ainda não saíram em outros lugares”, empolga-se.

 

Fazendo e revendendo

Em relação aos preços, ela é taxativa em dizer que no Mercado eles são bem menores, além, claro, de oferecer produtos mais exclusivos, que não são produzidos em série. Um panetone que custa 10 reais no super, por exemplo, se feito artesanalmente sairia pela metade do custo. Ou seja, é também um bom negócio para aqueles que compram para comercializar os produtos. Adriana garante que o mercado é bem promissor e tem muito campo. Mais: ela diz que esses compradores (metade do seu público) são, também, muitas vezes lançadores de novas tendências e produtos, os quais acabam sendo assimilados pelas grandes empresas fabricantes. Ou seja, como diz Adriana, aquelas pessoas que fazem o personalizado e estão sempre à frente do seu tempo. Como ela.

 

Confeitos

 

Natal, momento forte para a confeitaria

 

Manoel Celestino Azevedo Carvalhal, 65 anos, começou a trabalhar no Mercado em 1963, no Café Municipal, quando veio de Portugal. Entre idas e vindas, esteve fora, trabalhou com açougue e em 2001 abriu o Armazém do Mercado. Trocou de ramo porque, na época, açougue “era muito concorrido”. Hoje tem um dos pontos mais consagrados no Mercado, com produtos variados, inclusive para o natal.

 

O Armazém é uma multiplicidade de produtos para panetones, com frutas secas, ameixas, chocolates, passas de uvas, fermentos e outros destinados, principalmente para confeitaria – incluindo aí fôrmas, embalagens e ingredientes. Tambéms são encontráveis panos, com estampa do papai noel, panos de pratos decorados, e outras estampas alusivas ao natal. As vendas nessa época são progressivas até o Natal. Grande parte da sua clientela compra para fazer em casa e revender, principalmente doces e panetones. “Todos esses produtos que eu falei agora, são muito atrativos e com preços muito bons, porque nossos preços aqui no Mercado, são, no mínimo, de 30% a 40% mais baratos do que na rede de supermercados. Nas frutas sêcas chega a ter um diferencial maior ainda, mas no geral dá uma diferença de 40% mais barato”, informa. Os preços, convidativos, se estendem a todos os produtos, até panos de prato, que já vêm prontos e que são muito procurados para dar de presente.  Outros compram, informa, para fazer crochê. “Dão uma melhoradinha e vendem por um valor um pouco a cima”. Mas o forte mesmo são os produtos para confeitaria.

 

Variedade

 

De tudo um pouco para o Natal

 

De ingredientes para panetones e bolos de natal, a panos de pratos com decorações natalinas, o Armazém 155 tem um gama variada de produtos para esta época.

 

A banca geralmente oferece para clientes indecisos gotas de chocolate para fazer chocotone, ou então, essência de baunilha para dar um gostinho a mais no panetone. Para o natal, Lucas da Silveira, sócio-gerente, 16 anos, dois deles no Mercado, destaca panetones, essências, frutas cristalizadas, passas de uvas, chocolates, embalagens para tortas, bolos, forminhas para chocolates, empadas, etc. Lucas e seu pai, Almir José da Silveira, estão há seis anos no Mercado. Ele diz que o período de pico de vendas é geralmente nos últimos três meses do ano, embora a banca tenha produtos de cada época. “Chocolates para o inverno, produtos de sorvete no verão. E agora no final do ano, produtos para o panetone. A 155 também tem panos de prato e de louça, com brilho e desenhos do natal. “Compram para o próprio uso, às vezes para revenda. Aí fizemos um preço diferenciado, com um desconto, de 10%, 5%, depende do produto”, conclui. 

 

Vendas

O Natal como fonte de renda

 

O Mercado é o paraíso para aqueles que procuram ingredientes para fazer e vender confeitos, doces e salgados. Na época do natal esse movimento aumenta, e a procura é grande.

 

Anderson Silva Batista, 23 anos, auxiliar de lavanderia

Eu venho aqui na loja Martini para comprar chocolates, tem preços acessíveis e produtos para fazer trufas, forminha, essas coisas. Faço para revender onde eu trabalho. É uma fonte de renda extra, temos uma microempresa, então vendemos esses produtos. Para o natal vou fazer panetone recheado com trufas e vamos começar a fazer cupcakes.

 

 

 

 

Pamela Cristina Mata – 21 anos, revendedora

Estes produtos são para fazer sorvetes, para vender. Vendo em casa mesmo. Para o natal ainda não, vou deixar para quando estiver mais perto – salada de frutas com sorvete, picolé, sacolé. Quanto aos preços, dos que eu pesquisei são os mais razoáveis. Sempre venho comprar aqui, já sou cliente há uns três anos.

 

 

 

 

Preparo

 

Natal mais gostoso é fácil

 

Além de ingredientes, utensílios e adornos são fundamentais para preparar com mais praticidade um bonito natal.

 

O gerente Glademir da Silva Costa, armazém Gueno, diz que a época é propícia para venda de nozes, castanhas, damascos e passas. Assim como outras bancas do gênero, a Gueno também tem de tudo para quem quer preparar o seu próprio panetone. “Temos frutas cristalizadas, passas pretas e brancas, gôtas de chocolate para o chocotone”, informa ele. Lá também são encontráveis cortadores para bolachas de natal, pinheirinhos, papai Noel, uma variedade grande, além das clássicas forminhas para chocolate, especificas de natal. Um diferencial é que na Gueno o pessoal ensina a fazer o panetone tendo, inclusive, um preparo para o panetone para facilitar a vida da dona de casa. O próprio Glademir explica como é: “Vem de 400gm e tem capacidade para fazer cinco panetones de 500gm, aí se acrescenta farinha e ovos e já está pronto o seu panetone”, diz. O perfil do seu cliente? “Nossos clientes são bem específicos, basicamente atingimos as donas de casa, aquela que faz o seu salgado, seu doce, que faz coisas para vender em casa. Agora é a época para aprender e fazer panetone, para estar trazendo uma renda extra e maior. É fácil, tem tudo aqui para fazer. Trabalhar com trufas e bombons é uma ótima alternativa, também é muito fácil de trabalhar e agrega uma renda muito boa”, explica.

COMENTÁRIOS