Semana do Agricultor é comemorada na Loja da Reforma Agrária

De 23 a 26 de julho, a banca promoveu atividades e degustações de diversos produtos dos agricultores cooperativados.

 

Pela primeira vez, a Loja da Reforma Agrária realizou no Mercado Público a Semana de Comemoração ao Dia do Agricultor. O Dia do Agricultor Familiar é comemorado em 25 de julho, mas a programação na Loja se estendeu de terça a sexta-feira, com diversas atividades, incluindo degustação de produtos coloniais, produtos de assentados da reforma agrária e rodas de chimarrão.

No dia 24, Olívio e Judite Dutra estiverem presentes para um bate-papo, e dia 26, junto a uma festa junina, houve uma oficina de preparo de quentão com o produtor da Ecco! Vinho Orgânico. “O Mercado dialoga com essas coisas tradicionais. A canela e os outros ingredientes, o vinho de garrafão, tudo isso tem em diversas bancas, não é nossa especialidade, mas a gente quer contribuir para recuperar essas tradições do Mercado”, diz Nilson Pilati, educador representante da Cooperativa Central dos Assentamentos do Rio Grande do Sul (Coceargs), permissionária da Loja.

 

Homenagem ao agricultor

Foto: Letícia Garcia

O encerramento, na sexta-feira, foi com uma homenagem à agricultura familiar, representada pela família Audibert. Daniel, Lúcia e as filhas Laura e Alice produzem a mais diversa variedade de hortaliças, todas com certificação de produtos orgânicos, e hoje são os maiores produtores de orgânicos da Grande Poa, em termos de agricultura familiar.

Além de fornecerem para a Loja da Reforma Agrária no Mercado, a sua produção está em feiras, no Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar e na merenda escolar de Eldorado do Sul. “Foi uma luta, com o Movimento Sem-Terra, conseguir um espaço aqui, e é muito gratificante trabalhar para poder fornecer para o Mercado. Para nós, é uma questão de consciência termos conquistado a terra e estarmos produzindo um alimento saudável, para trazer para o Mercado um produto orgânico. É um orgulho muito grande”, resume Lúcia.

Houve uma cerimônia inter-religiosa para homenagear a família Audibert, que contou com a presença de dirigentes das cooperativas. “Uma das tarefas camponesas é produzir alimento saudável para si e para a sociedade, então, para nós, é de fundamental importância estes espaços, porque é uma oportunidade de levarmos vida para além do campo, para fazermos essa relação com o mundo urbano por meio dos nossos alimentos”, observa Sandra Nunes Rodrigues, uma das diretoras da Cooperativa Regional dos Assentados da Região de Porto Alegre (Cootap).

“Em tempos de muita dificuldade, de combate aos alimentos saudáveis, inclusive, com a liberação de agrotóxicos, a gente promover atividades como essa, que reforçam a alimentação saudável e a produção orgânica, é uma forma de dialogar e levar informações para as famílias.”

Nilson informa que a Loja pretende fazer novas atividades seguindo o modelo dessa Semana, inclusive articulando com outras bancas que vendem produtos saudáveis. “Somos parceiros de quem quiser abraçar essa causa”, finaliza.

 

 

COMENTÁRIOS