Wilson Tubino e Paulo Ferrari – Regionalismo para crianças

Cultura Gaúcha, por Letícia Garcia

 

A dupla de escritores Paulo Ferrari e Wilson Tubino, através do personagem Tchezito, leva aos pequenos leitores gaúchos um pouco da cultura regional, convidando-os a conhecer as tradições do estado.

Imagem: Divulgação

Wilson Tubino é um nome proeminente da cultura regional. Radialista, poeta e escritor, é autor de “Os mistérios ocultos do chimarrão” (2007), “Guia prático do chimarrão” (2011) e “Andanças” (2012). Wilson acompanha o Movimento Tradicionalista desde menino, e ao longo da vida fez pesquisas sobre cultura e folclore gaúcho. Em 2009, ele e Paulo Roberto Ferrari, designer e ilustrador há 20 anos, lançaram “Fazenda do Tchezito” (Ed. Fábrica de Leitura), para contar às crianças as origens de símbolos gaúchos através do personagem criado por Paulo. A parceria deu certo, e em 2011 eles lançaram “Tchezito e as lendas gaúchas” e “Borghettinho – a história do menino gaiteiro”, cativando crianças e adultos com seu modo de narrar as histórias do Rio Grande.

 

Wilson Tubino: conhecer nossa cultura

“Cultura gaúcha, como todas as culturas, representa aquele movimento de hábito, de usos e costumes de um povo. A preocupação é fazer com que a criança comece a entender a nossa cultura, porque a gente só ama aquilo que conhece. Para trazer a tradição para as crianças, é preciso ter o cuidado de trazer numa linguagem que elas compreendam, bem lúdico e ilustrado. Quando há algum termo mais difícil, regionalista mesmo, a gente põe a explicação no pé da página. Nós tivemos uma palestra no colégio João Paulo II, onde as professoras já tinham trabalhado nosso livro com as crianças. E aí a gente sentiu a resposta deles: queriam saber tudo, como foi criado o personagem, como nasceu… Isso é que compensa todo o trabalho da gente, é essa satisfação de ver que a sementinha está brotando, que essas crianças serão, com certeza, cultuadoras da nossa tradição”.

 

Foto: Letícia Garcia

Paulo Ferrari: diversidade

“A cultura gaúcha é uma das mais ricas do país, pela diversidade. Tivemos que fazer um filtro no livrinho das lendas, porque nós temos 37 lendas oficiais gaúchas; conseguimos condensar para nove. Tem muitas informações, muita coisa diferente. E é uma coisa que acabou sendo bem interessante para a gente fazer. Achamos que vai dar muito certo, como já está dando – em 2012, nove escolas adotaram o livro ‘Fazenda de Tchezito’, e isso foi um empurrão muito forte para a gente. Para agosto de 2013 está previsto o lançamento de ‘Tchezito e a revolução farroupilha’, próximo livro da coleção, feito a pedido de professores”.

 

“Entre o menino e o homem, há uma distância quase intemporal, e separá-los é tarefa insana, sendo entre os dois o coração igual. Já no menino habitava o homem, cantando as ânsias e os desejos seus. E hoje, no homem, o menino vive, cantando um o que o outro aprendeu” – Wilson Tubino

 

 

COMENTÁRIOS