Perfil e preferência dos frequentadores do Mercado

Pesquisa

 

Perfil e preferência dos frequentadores do Mercado

 

Pesquisa realizada no Mercado Público nos meses de agosto e setembro mostra que apenas 10% das pessoas que por ele transitam não consomem algum tipo de produto. Entre os produtos e serviços mais lembrados pelos entrevistados, estão os açougues (21,2%), seguido por produtos de mercearia (18,7%), peixarias (12,5%) e erva-mate (8%). E entre seus clientes, predomina um público de mais idade.

 

Um dos itens mais buscados pela população que a pesquisa aponta é a carne, que neste caso é a “campeã”, com 21,2% de preferência por parte dos entrevistados. Ivan Konnig, proprietário do açougue Costelão do Mercado, aponta os motivos que levam os açougues a serem os mais lembrados na pesquisa. “Os fatores decisivos no meu ponto de vista são: o grande fluxo de carnes em todos os açougues, pela qualidade e preço que o Mercado oferece”. O empresário ressalta a diferença de valores dos produtos no Mercado Público em relação aos dos supermercados, numa média de 25% a 35% mais baratos. Entre os pontos mais fortes do Mercado estão, variedade dos produtos (8,66%), qualidade (8,38%) e confiabilidade (8,35%).

 

Pesquisa orienta permissionários

Para Roger Scherer Klafke, Gerente de Projetos do Sebrae/RS, a pesquisa serviu como um processo de evolução para os empresários do Mercado Público e seus consumidores. “Tem toda uma leitura dessa pesquisa, que ajuda o empresário tanto no sentido de evoluir o seu negócio e, ver a tendência do que as pessoas estão consumindo lá no Mercado Público”, explica o Gerente.   A pesquisa foi realizada por uma parceria entre Sebrae, SMIC, SINDPOA, ASCOMEPC e SPHINX Brasil, e teve como objetivo conhecer melhor o perfil do consumidor no Mercado Público, suas preferências de compra, avaliar os índices de satisfação, detectar possibilidades da conquista de novos (e jovens) clientes e levar a opinião dos consumidores para os permissionários do Mercado Público.

   

Consumidores satisfeitos

Quanto aos consumidores, a satisfação é plena e reflete justamente o que a pesquisa aponta, confiabilidade. Márcio Zanoni, 37 anos, vem ao Mercado desde os tempos em que fazia companhia a sua avó, e se diz um cliente assíduo do açougue Rodeio. “O Mercado beneficia referente a preços, variedades de produtos, coisa que tu vê que está sendo cortado na hora, não está sendo escondido. Eu venho há anos, desde os tempos da minha avó”, comenta Zanoni. Com a cliente Alessandra da Rocha, 25, não é diferente. Ela vem ao Mercado três vezes por semana só para comprar a carne da semana. “Tenho o costume de comprar carne no Mercado e, eu acho de boa qualidade. É um lugar confiável para comprar este tipo de produto. Venho ao Mercado três vezes por semana em média para comprar carne para o dia a dia”, finaliza Alessandra.

COMENTÁRIOS