HomeEspecial

O tradicional e o moderno

O tradicional e o moderno

 

A reforma durou sete anos, período em que a maioria das bancas permaneceu em funcionamento. O resultado foi um prédio que manteve suas principais características arquitetônicas, com redefinição dos lugares das bancas e a introdução de novos e contemporâneos elementos, como escadas rolantes e elevadores, por exemplo. Mas a principal novidade foi a cobertura, em estrutura metálica, que conjugou harmoniosamente o antigo e o novo e abriu novos espaços de convivência. Alguns lugares-referências permaneceram praticamente intactos com a reforma, com o Bar Naval, um dos mais antigos do Mercado (e da cidade) e o Bar Santos. Depois da reforma a população ganhou mais espaço de circulação para as compras. Peixes, frutas, legumes, carnes, erva-mate, artigos religiosos, chás e tantos outros produtos típicos do Mercado ganharam mais espaço de exposição, mostrando toda a riqueza e diversidade do velho Mercado, que agora completa 140 anos.

COMMENTS