O surgimento do segundo piso

O surgimento do segundo piso

 

O Mercado localizava-se exatamente entre a Doca das Frutas e a Doca do Carvão, nas margens do Guaíba.  A construção do segundo pavimento, começa, finalmente em 1910 como consequência do Primeiro Plano de Melhoramentos para a cidade. A idéia era deixar o Mercado no mesmo nível da Intendência (prefeitura) construído ao seu lado e aumentar a arrecadação municipal. Em 1912 é, então, inaugurado o segundo piso, com características que definiram a estética que o prédio possui hoje, especialmente nas fachadas. Os novos espaços do andar superior, também conhecido como “altos do Mercado”, foram destinados à prestação de serviços, escritórios comerciais e industriais e também de serviços de repartições públicas. Ainda em 1912, houve o primeiro grande incêndio, que destruiu as bancas internas de madeira, mais tarde substituídas por outras de estrutura metálica, definindo as circulações internas do pátio. O incêndio provocou uma alta geral dos preços nas bancas do Mercado, que se modernizava: em 1914 é instalado o primeiro frigorífico e, um ano depois a fachada do piso térreo sofre modificações para acompanhar as inovações do andar superior.

COMENTÁRIOS