O pionerismo da Santa Clara

Alexandre Guerra vem atuando desde 1997 como diretor administrativo e financeiro da Cooperativa Santa Clara. Ele iniciou seu trabalho no setor lácteo há 35 anos, onde tem atuação destacada: presidente do Sindilat (2015-2017) e representante nas entidades Conseleite, Conagro e Câmara temática do Leite da Ocergs. Também é diretor da Fiergs e do Conselho Deliberativo da Associação do Comércio, Indústria e Serviços de Carlos Barbosa.

 

Fale um pouco sobre os queijos da Santa Clara.

A Santa Clara é reconhecida pela qualidade e variedade de seus queijos. São mais de 20 tipos de queijos que podem ser encontrados em mais de 50 apresentações. Vão des

Foto: Virgínia Silveira

de os tradicionais, como Minas Frescal, Lanche e Mussarela, até variedades como Samsoe, Gruyère, Parmesão e Vaccino Romano. A Cooperativa produz queijos variados para todas as ocasiões. Em 2008, a Santa Clara lançou o SanBIOS, primeiro queijo do Brasil com micro-organismos probióticos que ajudam a regular a flora intestinal. Mais tarde lançou o Queijo Minas Redução de Sódio e, neste ano, chegaram ao mercado os novos queijos Minas Frescal e Mussarela zero lactose, visando atender ao público intolerante à lactose.

 

Quais são os queijos nobres de linha da marca?

A Santa Clara produz queijos maturados como Vaccino Romano, Parmesão, Montanhês, Fontina, Gruyère e Estepe que vão de um ano a dois meses de maturação. A Cooperativa conta também com uma linha de queijos especiais, com mofo, como Gorgonzola, Camembert e Brie.

 

Qual o diferencial destes queijos?

Os queijos maturados e tipo mofo são queijos próprios para a produção de receitas diversas, mesas de queijos ou servidos in natura como petiscos. Caem bem em diversas ocasiões, como almoços, jantares e festas, mas também podem complementar lanches mais simples.

 

Destes, quais os que mais têm saída para o Mercado Público?

Os queijos maturados são os preferidos. Do Colonial (30 dias de maturação) e Samsoe (20 dias), ao Parmesão e Vaccino Romano, todos têm excelente saída no Mercado Público.

 

Como s empresa chegou a esse patamar de qualidade?

A história da Santa Clara iniciou em 1909, quando Fausto Breda, primeiro queijeiro da então Latteria Santa Chiara, viajou à Itália para aprender o ofício. Durante seu mais de um século de história a Santa Clara foi pioneira em importantes evoluções na cadeia leiteira. Em 1954, foi a primeira empresa a investir na tecnologia de inseminação artificial no Rio Grande do Sul. Foi, também, a primeira a pagar o leite pela qualidade, incentivando para os produtores a buscar a excelência na matéria-prima fornecida. Outro pioneirismo: em 1999 foi a primeira cooperativa e indústria de laticínios no estado a ter o certificado ISO 9000. No ano passado, ela foi sede do projeto piloto do Programa Alimentos Seguros, PAS – Leite, com treinamento de 13 produtores associados, além de treinamento de  seus freteiros pelo programa e obtenção do PAS Indústria, sendo também a primeira empresa do RS a obter todas as certificações do PAS.

 

 

 

 

COMENTÁRIOS