O Natal no Mercado

O Natal no Mercado

 

Cada vez mais o Mercado se firma como uma opção de compras para quem quer fazer o seu natal caseiro, seja para a sua própria família, ou como alternativa de geração de renda. São várias bancas com tudo que você precisa, de formas, chocolates, confeitos, embalagens e outros ingredientes para ter um delicioso e lucrativo natal.

 

     Uma das bancas tradicionais do gênero, a 155 tem uma grande variedade de produtos. “Gotas de chocolate e preparado com massa pronta para fazer o chocotone, frutas cristalizadas para o panetone, passas de uvas, forminhas de papel são alguns deles”, informa Lucas Silveira. Para facilitar, a forma de papel já vem pronta, é só assar direto no forno. Aí, é só acrescentar as essências, como farinha e água, como se fosse fazer um pão. A banca também disponibiliza saquinhos decorados para montar cestinhas de natal com chocolate e forminhas de pirulito e de chocolate para fazer Papai Noel. Também as trufas fazem muito sucesso nesta temporada. Geralmente enfeitadas, com carinhas de Papai Noel elas são uma atração à parte porque são muito bem vendidas.

 

Delícias e novidades

 

     O movimento nesta época aumenta bastante, diz Lucas. “Desde novembro o pessoal começa a comprar. O perfil da maioria dos compradores é de quem faz para revender. Compensa, tanto para vender, como quem faz para si próprio, mães fazendo para as crianças. Sai bem em mais barato que ir no supermercado”, diz ele. Mas as novidades agora são as forminhas de silicone, que são mais práticas. “Fica bem mais perfeita, não precisa untar a forma, dura mais e não precisa usar pincel”, acrescenta. Assim como forminhas de sinos e de cupcakes, a grande novidade deste último ano. Lucas também explica que existe um chocolate próprio para esta época, fracionado, que não derrete depois de pronto, embora leve um pouco de gordura. Também sai muito bem copinhos de chocolate, onde vão beijinho, mousse e brigadeiro como recheio e formas grandes de chocolate, muito usadas para fazer objetos decorativos.

 

Banca Gueno: como fazer o seu natal caseiro.

     Outra banca forte em tradição de vendas de produtos natalinos é a Gueno. Não só no Natal, informa o sócio-gerente Tárcio Gueno. O ano todo o movimento é grande, especialmente na Páscoa, onde é intensa a procura por chocolate.  A banca, diz ele, possui toda a linha básica de produtos para as duas datas. Embalagens, formas, sacos decorados, preparados para panetones e cupcakes natalinos e tudo de confeitaria envolvendo chocolate. “Tudo para confecção de natal caseiro a gente tem aqui na Gueno”, resume, afirmando que panetone, por exemplo, nunca sai de linha de produção, assim como trufas. Para um produto final bem acabado, sugere forminhas de acetato com motivos natalinos, caixinha de modelos diferenciadas que servem de embalagens especiais natalinas. “Vai da imaginação e do cliente. O custo sai bem em conta, comparado com as grandes redes onde o valor agregado é muito alto”.

 

Produtos caseiros como presentes personalizados

 

     O interessante de um produto feito artesanalmente, segundo Gueno, é que se torna um presente muito mais valioso para quem recebe, principalmente. Tanto na Páscoa como no Natal, ele afirma que os clientes são os mesmos, que fazem ou para vender, ou para presentear. “O pessoal vê a lucratividade e a maioria faz para ter retorno financeiro. Lembrando a época de verão, ele também não deixa de citar o sorvete como um produto de grande saída. Para a sua confecção a banca também dispõe de todos os ingredientes, tendo como carros-chefes cascão, casquinha, cobertura e o que mais for preciso para pequenos produtores ou grandes sorveterias. “Um sorvetinho sempre cai bem no Natal”, conclui.

COMENTÁRIOS