O Mercado no clima do verão

Fotos: Gabriela da Silva

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Estação do calor, do mar e do sol, o verão, com seus dias escaldantes, pede refresco, sombra e água fresca. Mas também pede bons lugares para uma cervejinha, comidas leves, sorvetes, sucos e outras delícias. Tudo você encontra no Mercado Público, com suas muitas bancas, seus bares e restaurantes. Aproveite!

 

Banca 40 – Tradicionais delícias

Uma das mais tradicionais do Mercado, especialista em sorvetes, como a famosa Bomba Royal. Serve ainda açaí na tigela, com banana e granola, morango com nata, salgados, docinhos, sucos, picolés e salada de frutas. E mais as opções de pratos quentes.

 

Beijo Frio – Gelados artesanais

Apresenta uma linha de sorvetes artesanais, sem gordura trans, de diversos sabores, como pistache, chocolate e melão. O cardápio também apresenta tortas, mousses, tapioca doce e salgada, sucos com polpa, açaí e cafés fresquinhos.

 

Cachaçaria do Mercado – Degustações etílicas

Única cachaçaria especializada na cidade. Possui uma infinidade de boas marcas de cachaças locais e nacionais, e de dois anos para cá realiza degustações da nossa bebida típica, geralmente nas sextas-feiras e aos sábados. Casa Bucco, Maria João, Velho Alambique e Weber Haus são algumas delas.

 

Café do Mercado – Mandando ver com o cappuccino

Conhecido por seus cafés certificados, de ótima qualidade, a dica do Café do Mercado é o cappuccino. Leva leite, chocolate e café solúvel. Está saindo por R$ 7,70 e possui apenas um tamanho. Além dos cafés, há bastante saída de salgados e docinhos.

 

Essencial – Pioneirismo nas cervejas artesanais

Primeiro a vender cervejas especiais, o Essencial tem nos chopes IPA e Pilsen os seus campeões de venda. Um half pint custa R$ 13 e um pint, R$ 20. Outra boa dica é o carreteiro de charque, servido todas as terças-feiras, a R$ 24 para uma pessoa.

 

Estação Pastel – Deliciosas opções

Os destaques são o pastel de camarão, de camarão com catupiry, de carne completo (carne, ovo e azeitona) e de frango completo (frango, queijo e catupiry). Os preços variam de acordo com o tamanho: grande a partir de R$ 9 e pequeno, R$ 7,80. Detalhe: são feitos com massa caseira, própria da casa. Todos são montados na hora.

 

Gambrinus – Tradição em bolinho de bacalhau

Um dos petiscos mais tradicionais (e pedidos) da casa, o bolinho de bacalhau feito na hora é perfeito para acompanhar um chope ou uma boa cerveja artesanal da casa – que agora tem uma linha própria, formada por IPA, Pilsen, Red Ale, Weiss e Witbier, a R$ 29 a garrafa, qualquer uma delas. Já o bolinho custa R$ 8 a unidade.

 

Padaria Pão de Açúcar – Doces e salgados

Além dos doces, ainda são servidos pratos quentes, como a la minuta. Os produtos mais vendidos são os tradicionais pães e doces, como mil folhas e sonhos. As tortas e a salada de frutas também fazem muito sucesso, assim como os sucos.

 

Sushi Seninha – As delícias do ceviche

Prato típico peruano, com salmão marinado em limão, coentro, pimenta e cebola roxa. Como acompanhamento, chips de inhame. Preço: R$ 46. Para beber, sakerinha, uma espécie de caipirinha que, ao invés de usar cachaça ou vodka, é feita com a tradicional bebida japonesa, o saquê. Pode ser preparada com algumas frutas, como abacaxi, kiwi e morango.

 

Restaurantes e seus pratos mais vendidos

São muitos e para todos os gostos. Confira:

Castelo: Conhecido por seus pratos a partir de R$ 12, marcados pela culinária caseira. Lá você encontra peixes, sucos, risoto e lanches. Um dos pratos do dia é carne de porco com nhoque e molho. Experimente!

Embaixador: O prato popular do local é o tradicional feijão com arroz, com bife de frango ou carne, massa com molho e salada. Como outras opções, oferece risoto, bife rolê, estrogonofe e lanches, como torrada e hambúrguer. Pratos a partir de RS 12. A casa também é forte em batidas, principalmente de banana e mamão, a R$ 5.

Restaurante Gaúcho: A casa oferece a opção “prato do dia”, mas no verão seus sucos e vitaminas saem com bastante frequência. A picanha grelhada e o bife à parmegiana são alguns dos mais procurados. E o tradicional mocotó continua sendo sempre vendido.

Restaurante Pires: De histórico popular, a casa, de culinária simples e caseira, tem como carro-chefe o peixe frito, acompanhado de arroz e salada.

Restaurante Santa Cruz: Os carros-chefes são carreteiro acompanhado de ovo frito e salada, cerveja gelada e ala minuta. Caso não seja o que você procura, tem as opções do “prato do dia”.

Havana: Cardápio com várias opções. Chopes, bolinho de bacalhau, bife de fígado acebolado, mocotó e comida caseira. O restaurante tem pratos a partir de R$ 18.

Lancheria Luz: Tem uma diversidade de pratos diferentes todos os dias, que a cada semana estão em promoção. Conhecido por servir filé de salmão ao molho de camarão, tem um cardápio vasto com peixes, carnes e salgados. A casa também é forte nos lanches, como pastéis e xis.

Mamma Julia: Especialista em frutos do mar, mas também com opções vegetarianas. No cardápio, risotos de palmito e três queijos, filé de peixe assado e petiscos, como bolinho de bacalhau. Pratos a partir de R$ 17,90.

Naval: Neste centenário bar-restaurante, o prato mais vendido é o bacalhau da casa. Outros pratos que também fazem muito sucesso são o camarão da casa e o congro ao molho de camarão.

Restaurante Sayuri: Com o foco na comida japonesa, serve diversos pratos típicos (quentes), além de combinados sushis, sashimis, temaki e teppanyaki. Um dos pratos de mais sucesso é o yakisoba.

Bar 26: Boa opção para peixes grelhados. Mas a casa destaca a recente novidade Torre de Batatas fritas, que leva molho de quatro queijos. Tamanho grande (R$ 49) e a média (R$ 40). Sabores: bacon, calabresa, coração e frango.

Temakeria Japesca: Os destaques da casa são os combos de temaki acompanhados de sashimi, bolinhos de salmão, tirashi e ceviche. Temaki doce, feito com chocolate, também faz parte do cadápio da casa. Podem ser encontrados pratos a partir de R$ 15,00.

Taberna 32: Famoso pelos peixes grelhados. A tainha ao molho e camarão é uma das especialidades, a porção é geralmente para duas pessoas. Cervejas, ala minutas e petiscos também fazem parte do cardápio.

 

No verão, a receita é se refrescar

Fazer em casa pode ser mais divertido e econômico. Outra alternativa é fazer para vender e faturar uma renda extra.

 

Receita de sorvete caseiro

Ingredientes

1 litro de leite

1 xícara de açúcar ou 1 lata de leite condensado

1/2 xícara de leite em pó

1/2 colher (sopa) de liga neutra

2 colheres (sopa) de glicose de milho (opcional)

1 colher (sopa) de sorvetina

1 colher (sopa) de emulsificante

1/4 de xícara de gordura vegetal ou 1 lata de creme de leite sem soro (opcional)

 

Modo de preparo

Esquente um pouco de leite para diluir a glicose e a gordura vegetal. Coloque a mistura no liquidificador e acrescente o restante do leite, a liga neutra, a sorvetina, o açúcar, o leite em pó e a 1/2 colher de emulsificante. Bata tudo e congele. Após congelado, acrescente 1/2 colher de emulsificante e bata novamente.

 

Receita de picolé

Ingredientes

1 litro de leite ou água

1 colher (sopa) de sorvetina

1/2 colher (sopa) de liga neutra

1 xícara de açúcar

Copos plásticos

Palitinhos de picolé

 

Modo de preparo

Bata todos os ingredientes no liquidificador, coloque nos copos e ponha os palitinhos. Leve ao freezer ou congelador até endurecer.

 

Receita da Gueno

COMENTÁRIOS