O Mercado na voz dos seus frequentadores e admiradores

O Mercado na voz dos seus

frequentadores e admiradores

 

Desde nossa primeira edição colhemos preciosos depoimentos de personalidades, artistas, políticos, visitantes e de outras pessoas que passam pelo Mercado pelos mais diversos motivos. Mas todos eles com um objetivo, o de viver bons e inesquecíveis momentos no seu interior. Seja a compras ou simplesmente a passeio.

 

 

Luiz Eduardo Pereira – Ministro do Turismo

 

“Eu já vim várias vezes e toda a vez que eu venho a Porto Alegre eu passo aqui. É a recuperação do patrimônio e também da memória. E foi a importante recuperação de um monumento histórico de Porto Alegre. Para a Copa de 2014, com certeza vai ser uma referência importante.”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Altemir Gregolin – Ministro da Aquicultura e Pesca

 

“O Mercado daqui é uma referência nacional pela estrutura que tem e as condições que oferece na comercialização dos produtos. Inclusive de restaurantes, na área do pescado. As lojas estão muito bem estruturadas, uma boa diversidade de peixes e uma bela apresentação. As peixarias estão de parabéns pela organização.”

 

 

 

 

 

Olívio Dutra – Ex-governador

 

“O Mercado é uma referência fundamental para uma cidade que tem alma, um ponto de encontro, não só para trocar de bens, de mercadorias, mas também para coisas que não tem preço e que não estão nas prateleiras. Como uma boa conversa, o recordar, e fazer novas amizades, de tratar de coisas profundas da vida e do cotidiano.”

 

 

 

 

 

Giovani Cherini – Deputado estadual

 

“Com a correria do dia a dia fica mais difícil de manter o hábito antigo, de ao menos simplesmente caminhar pelos corredores do Mercado Público mas, sempre que possível, vou em busca da qualidade que se encontra nas mercadorias oferecidas.”

 

 

Aires Scavone – Gourmet

 

“Sempre trago meus alunos, alguns até fora, para conhecer o Mercado. Todas as bancas são maravilhosas, algumas com mais de 100 anos e os donos preocupados em atender bem os clientes, em manter a qualidade.”

 

 

 

 

 

 

Fabrício Carpinejar – Poeta

 

 “Eu vou no Mercado porque é uma memória familiar, estou me reencontrando comigo mesmo. Para poetas é uma oficina viva, pelos cheiros, peixes, chouriços, tudo que tem lá. É ponto de conversa, aquela informalidade de Porto Alegre. E se está passando pelo centro, não tem como não entrar.”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Frank Jorge – Músico

 

“Tenho uma relação com o Mercado desde a infância, de frequentá-lo com minha mãe, para comer um sorvete, uma salada de frutas na Banca 40. A primeira relação foi muito interessante, se maravilhando com aquela quantidade de hortifruti­granjeiros e especiarias.”

 

 

 

 

Marcos Piangers e Beto Xavier – Comunicadores

Beto: “Boteco para mim é o Naval. Lupicínio Rodrigues freqüentava, tinha a sua mesa onde escrevia suas músicas e cantava. Eu queria voltar a ver os jovens  frequentando os bares do Mercado, que precisam da beleza e da energia dos jovens e estes também precisam conhecer isto aqui, que está cada vez melhor”.

Piangers: “Este cheiro de Mercado Público desperta em mim aquela vontade de encher a cara, de passar a tarde bebendo. Venho seguido beber aqui, estive no Mamma Julia, durante o Boteco Bohemia e vou ao Naval também”.

 

 

 

 

Vitor Ortiz – Gestor Cultural

 

“O Mercado é de valor inestimável. A reforma foi uma solução muito interessante porque preservou o antigo e introduziu o moderno. Foi uma solução muito contemporânea. Até hoje é a principal referência deste tipo.”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Lauro Quadros – Radialista

 

“Sou tão antigo que sou do tempo que tinham dois mercados, aquele que foi derrubado e este de agora. Quando eu trabalhava no centro vinha mais aqui. O Mercado é uma referência, uma das atrações da cidade.”

 

 

 

Carlos Carneiro – Músico

 

“O Mercado Público é o lugar que a gente procura para encontrar coisas boas, de qualidade, com preços decentes. Tem coisas que a gente só encontra lá; peixes, grãos.”

 

 

 

 

 

Adroaldo Guerra Filho, o “Guerrinha” – Jornalista

 

“Sabe o que eu comia todos os dias no fim da tarde? O pastel do Naval. Eu sou um mer­cadista, adoro o Mercado Público, acho que ele é o coração de Porto Alegre.”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Marietti Fialho – Cantora

 

“Olha, eu acho o Mercado Público um dos lugares mais fortes e que tem mais histórias do Centro Histórico de Porto Alegre. E o Mercado é uma das obras que espelham a contribuição do negro para a cultura gaúcha.”

COMENTÁRIOS