O lado gelado da Casa de Pelotas

CASA DE PELOTAS

O lado gelado da Casa de Pelotas

Nem só de doces vive a Casa de Pelotas. Inaugurada em 2007, o espaço surgiu com a ideia de trazer ao Mercado Público a especialidade da cidade: os doces. Mas logo vieram as novidades.

 

    Numa das portas de entrada o cliente se depara com um freezer, convidando a um buffet de sorvetes. “Na época queriamos uma opção para o verão, porque doce e café no verão tende a ter uma queda nas vendas. E o sorvete foi uma coisa que agregou na loja e deu certo, hoje está vendendo bem”, conta Richard Milán, gerente da Casa de Pelotas. Há um ano e meio trabalhando com sorvetes, a Casa acrescenta aos doces e cafés o sabor do verão. “É meio contraditório, porque a Casa de Pelotas era pra trabalhar com doces, mas também faz sucesso pelo sorvete. E até teve um tempo que a banana split se tornou famosa, foi parar em alguns sites, alguns clientes que visitaram acabaram colocando na internet, e a coisa se espalhou”, diz Richard.

     Os sabores que mais saem no buffet de sorvetes são os clássicos chocolate, morango e creme, com uma rotatividade considerável. Segundo Richard, os clientes gostam de experimentar novos sabores, como menta, manga e maracujá. Além disso, existem os cafés gelados, à base de sorvete. Richard acrescenta que a Casa está com planos de fundir os famosos doces pelotenses com o frescor do sorvete: “A gente está estudando o que pode criar em cima do que é a potencialidade de Pelotas, que são os doces, e o sorvete. De repente surge um sorvete com alguma coisa de Pelotas junto. Vamos ver”, diz ele. Então, vamos aguardar!

 

Foto: Letícia Garcia

COMENTÁRIOS