Na festa, o anúncio das boas novidades que virão por aí

Na festa, o anúncio das boas novidades que virão por aí

 

Para comemorar os 141 anos do Mercado Público de Porto Alegre, completados no último dia 3 de outubro, realizou-se recentemente uma festa no térreo do Mercado. O evento contou com a presença de autoridades municipais e representantes do Mercado, além do público em geral. Entre os atrativos, o Coral Municipal de Alvorada Encantarte e do músico Renato Muller que cantou o Parabéns a Você Gaúcho. Depois foi servido o bolo em comemoração ao aniversário e divulgadas oficialmente pelo prefeito José Fortunati as melhorias que serão realizadas nos próximos meses, entre elas as reformas dos banheiros e vestiários; a instalação de deques na parte externa; a pintura dos torreões; a retirada dos carrinhos de transporte de cargas, que faz parte da revitalização dos espaços; e a licitação para novas lixeiras em aço inox.

 

O olhar de quem frequenta o Mercado

 

Melhor do que falar do Mercado é ouvir aqueles que o frequentam diariamente e há muitos anos. Eles são um verdadeiro testemunho vivo das simples, belas e pungentes histórias vividas diariamente entre as seculares paredes deste patrimônio. E que, aqui nos falam de mais este seu aniversário.

 

Uma sugestão do dentista Ricardo: cultura no Mercado.

Encontramos o dentista Ricardo Gonzales de Moraes, 52 anos, acompanhado da esposa Atila Verner de Moraes.  Para ele o Mercado Público é uma instituição da cidade – “uma maravilha, onde se encontra de tudo”. Mais, acha o Mercado completo e deixa uma sugestão bem interessante. Para ele a única coisa que falta é incentivar mais a cultura no seu interior, porque assim se aliariam duas coisas: enquanto o cliente faz compras poderia também estar assistindo shows, ou vendo exposições.

“O Mercado é uma beleza. Não moro aqui, mas adoro vir e ver a população circulando, é uma coisa maravilhosa. A homenagem (aos 141 anos do MP) é mais do que merecida, é uma instituição que está enraizada na cultura do portoalegrense. Eu circulo por tudo, nas bancas, lancherias, gosto de ver tudo”.

 

O engenheiro Marcos, fiel ao Mercado, mesmo distante.

É muito comum encontrarmos clientes do Mercado que, embora já não mais morando em Porto Alegre, sempre que viajam para cá não deixam de fazer uma visitinha ao velho patrimônio gaúcho. E fazer, compras, naturalmente. Como é o caso do engenheiro civil Marcos Rogério Ribeiro, 32 anos.

“Como portoalegrense fico feliz porque o Mercado Público é um marco, um patrimônio dos que vivem na capital e, principalmente, dos gaúchos. É bom manter esta tradição e estar sempre revitalizando o Mercado. Ele sempre foi ponto de referência. Não sou mais um frequentador assíduo porque não moro mais aqui. Mas sempre que a gente está aqui, eu e minha esposa Juliane Ribeiro, procura vir principalmente pela qualidade dos produtos, peixes, hortifrutigranjeiros e pela gastronomia que continua sendo referência”.

 

A antiga frequentadora Erenita, preservando um hábito de meio século.

Muitos dos clientes do Mercado costumam frequentá-lo há muitas décadas. Acompanharam a sua história e seus momentos mais marcantes, como é o caso de Erenita Wildner, aposentada de 72 anos, cliente do Mercado há muitos anos – 50 para sermos mais precisos.

“Acho muito justa esta homenagem ao aniversário do Mercado porque isto aqui é um símbolo da cidade. A gente encontra de tudo, grãos, carne e de primeira  qualidade. É uma homenagem justa também para todos os que trabalham aqui. Eu já freqüento aqui há mais de 50 anos e sempre tive o melhor. A reforma é que mais me marcou porque foi muito importante e justa para a cidade também. Aqui gosto muito da Japesca e seus frutos do mar, da Banca 43. Eu sou uma frequentadora mesmo e gosto de fazer compras aqui”.

 

A voz das autoridades

 

Presentes nas comemorações dos 141 anos do Mercado Público, representantes da prefeitura, órgão responsável pela administração deste patrimônio, deram os seus depoimentos aos leitores do Jornal do Mercado. Confira.

 

José Fortunati (Prefeito)

O Mercado como parte da nossa história.

Ninguém mais tem dúvidas que o Mercado Público é uma grande referência da cidade de Porto Alegre e do Centro Histórico. É um local onde todas as camadas sociais se encontram para fazer suas compras e saborear a boa gastronomia que aqui é servida. O Mercado Público faz parte da história da nossa cidade. Comemorar os seus 141 anos é como comemorar o aniversário de um dos principais elementos formadores da história da capital de todos os gaúchos. Em termos de novidades já estamos ampliando os deques, um velho sonho. E estamos discutindo o estacionamento subterrâneo que também é um velho anseio do Mercado. E tem a própria revitalização da Praça XV, que vai valorizar muito o Mercado como um todo.

 

Walter Nagelstein (Secretário da Indústria e Comércio)

Futuro alvissareiro.

É uma data importantíssima e que está marcando um novo momento do Mercado, por tudo que está acontecendo. Pela reforma dos banheiros que vai iniciar agora, pela instalação dos deques, pelo anúncio que o prefeito fez dos estudos que estão sendo feitos do estacionamento, pela iminência da hora de revitalização do horto da Praça Parobé, pelo esforço que estamos fazendo para ocupação dos espaços que ainda estão vazios, pelo esforço que os permissionários estão fazendo para a requalificação do Mercado Público. Acho que o futuro para nós é alvissareiro e isto nos instiga ao desfio de continuar trabalhando pelo Mercado. O importante é cuidar dos pequenos detalhes, fazendo com que o Mercado Público encante o turista e o cidadão portoalegrense.

 

Luiz Fernando Moraes (Secretário do Turismo)

Frequentador desde criança.

Nós entendemos o Mercado Público como o coração do nosso Centro Histórico e, portando, um dos corações do turismo. Os seus 141 anos é um emblema, precisamos fortalecê-lo numa contínua qualificação para o turismo e dos empreendedores como uma estrutura turística. Este aniversário é mais uma reafirmação da prefeitura e das secretarias com sua história. Eu não tenho dúvidas de que a questão do estacionamento é uma questão crítica em Porto Alegre e no Centro, ainda mais. A criação de grandes estacionamentos no Centro mudarão o perfil, não só para o Mercado, mas para toda a região. Tenho muito carinho pelo Mercado, sou frequentador desde criança e quero continuar cuidando dele não só como secretário, mas como cidadão também.

 

Gabriel Mendo da Cunha (Presidente da Associação dos Permissionários)

Bom para todo mundo

A festa dos 141 anos representa mais um ano de trabalho e avanços para o Mercado, que está se preparando com muita responsabilidade para a chegada da Copa do Mundo em Porto Alegre. O Mercado precisa se qualificar e muito, e já está trabalhando para isso. Com a reforma dos banheiros, vestiários, melhor estrutura para câmaras frias e agora com essa notícia do prefeito do estacionamento. O projeto maior é se qualificar, melhorar o atendimento e produtos para receber e atender à altura os clientes. E ter alternativas para é chegar fácil aqui, seja pelo transporte público ou transporte privado também. É importante  ter banheiros de qualidade, segurança, limpeza, e ao mesmo tempo permanecer com suas raízes e a tradição do Mercado Público como regulador de preços de mercado, é por isso que ele está aqui há 140 anos. Mercado Público de parabéns pelos 141 anos. Bom para a população, para os mercadeiros, bom para todo mundo.

COMENTÁRIOS