Monumento aos Açorianos

A obra foi inaugurada em 26 de março de 1974 em homenagem à chegada dos primeiros imigrantes açorianos à capital, quando ainda era chamada de Porto dos Casais, em 1752.

Foto: Eduardo Beleske

O Monumento aos Açorianos está localizado no Largo dos Açorianos, próximo ao Centro Administrativo do Estado. O trabalho é de autoria do escultor gaúcho Carlos Tenuis — embora tenha-se cogitado que o projeto fosse feito em conjunto com Vasco Prado e Francisco Stockinger, fato que não aconteceu. A obra, toda feita em aço, remete a uma caravela formada de corpos humanos entrelaçados, tendo à frente uma figura que lembra o mitológico Ícaro e representa a vitória.

Com 17 m de altura por 24 m de comprimento, composta por linhas futuristas, a construção de Tenius foi criticada por alguns teóricos da época por conta do material utilizado (pouco usual em monumentos na época) e pela linguagem moderna. No monumento existe o seguinte escrito: “Jamais sonhariam aqueles casais açorianos que da semente que lançavam ao solo nasceria o esplendor desta cidade”.

Em 2013, o Ministério Público entrou com ação cobrando a restauração da obra, que estava corroída e enferrujada. O restauro foi feito pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Smam) com orientação técnica da Coordenação da Memória Cultural da Secretaria Municipal da Cultura (SMC). A obra foi entregue em 2016, parte do projeto de revitalização do Largo dos Açorianos.

COMENTÁRIOS