Cervejas da serra gaúcha

A serra gaúcha é um dos lugares mais visitados no Brasil em épocas invernais. Além das já tradicionais vinícolas, presentes nos roteiros de nove entre dez turistas, a serra do Rio Grande do Sul também é feita de excelentes cervejas e ótimas cachaças.

Fotos: divulgação

 

Edelbrau Dunkel

A Edelbrau é uma cervejaria ainda jovem, fundada em 2011 na cidade de Nova Petrópolis. A Edelbrau Dunkel é uma cerveja de baixa fermentação, coloração escura, típica das cervejas alemãs do sul de Munique. O sabor e aroma revelam notas suaves de chocolate provindas do malte torrado, além de bom equilíbrio e amargor. Apresenta espuma consistente e cremosa. Harmoniza com carne suína, fondue de queijo, chucrute.

    

 

Rasen Ambar Ale

A Rasen Bier fica na cidade de Gramado, a mais famosa cidade da serra gaúcha. A Ambar Ale é uma cerveja de alta fermentação, forte, marcante, amarga, apresenta corpo consistente, tem aroma floral, com notas de caramelo e um paladar cítrico levemente condimentado. É ótima para se degustar no inverno, harmonizando com pratos quentes como carnes com temperos fortes e feijoadas.

 

 

Cachaça Velho Alambique Premium

A cachaçaria fica no pequeno município de Santa Tereza, próximo à Bento Gonçalves. Possui canaviais próprios e a cana é colhida quando atinge o ponto ideal de maturação. A colheita é feita pelas famílias e as moagens são feitas diariamente. A Velho Alambique Premium hoje é reconhecida internacionalmente. É envelhecida durante cinco anos em barris, com blend de três madeiras: carvalho, grápia e angico.

 

 

Cachaça Flor do Vale

A cachaça Flor do Vale é da cidade de Canela. Ela é fabricada em um parque ecológico chamado Flor do Vale, onde é possível fazer visitação e diversas atividades ligadas à natureza. A cachaça tradicional não é envelhecida e possui 40,5% de teor alcoólico. Neutra e mais suave, é ideal para preparar drinks como a caipirinha.

COMENTÁRIOS