Mercadeiros encaminham a instalação de detectores de fumaça e alarmes de incêndio

Empresa para instalação do equipamento foi contratada pela Ascomepc em final de julho. Parte da etapa final do PPCI, itens devem estar instalados em cerca de 100 dias.

 

O contrato com a empresa Firebee, de monitoramento e alarmes, foi assinado pela diretoria da Associação de Comércio do Mercado Público Central (Ascomepc), que representa os mercadeiros, no dia 23 de julho. A empresa contratada usa um sistema de equipamentos sem fio da WDTA e tem no histórico a instalação de detectores de fumaça e alarmes de incêndio sem fio em outras estruturas tombadas, como a Catedral Basílica de Salvador/BA. “É equipamento de primeiro mundo, o sistema é fantástico. Serão 452 detectores de fumaça, mais alarmes e transmissores”, declara Adriana Kauer, presidente da Ascomepc.

Esses itens fazem parte do Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndios (PPCI), ao qual o Mercado deve se adequar para a reabertura do segundo piso. Os detectores serão instalados internamente em cada banca do Mercado e também nos espaços comuns, incluindo o telhado do prédio. Eles estarão interligados a uma central, com o status de cada detector, na Coordenação de Próprios da SMDE, que administra o prédio, assim como na Ascomepc, e cada membro da diretoria da Associação ainda terá disponível um acompanhamento pelo celular.

“A cereja do bolo é que nós conseguimos negociar um telão, com monitoramento em tempo real, que será pendurado no meio do Mercado. Então não só a Associação e a Coordenação vão saber o que está acontecendo, como qualquer pessoa que entra no Mercado”, conta Adriana. A manutenção dos equipamentos também já está prevista em contrato. A instalação deve ser concluída em até 100 dias.

 

Última fase do PPCI

O custo do sistema de detectores e alarmes ficou em torno de R$ 400 mil, plenamente bancado pelos permissionários do Mercado — pois, conforme acordo entre Ascomepc e Prefeitura de Porto Alegre, homologado pelo Ministério Público do Estado em maio de 2018, todas as etapas do PPCI estão sendo executadas pela Associação e financiadas pelos próprios mercadeiros.

A primeira etapa de instalação da rede seca contou com a distribuição de mais de 200 extintores, sinalização, desobstrução de corredores, entre outros itens, e foi concluída em abril, o que permitiu a aquisição do alvará provisório. A segunda etapa, em execução, deve ser concluída até dezembro para aquisição do alvará definitivo. Restam a instalação da iluminação de emergência e das rampas de acesso.

COMENTÁRIOS