Gordura trans, atenção para o que você está consumindo

Você já ouviu falar em gordura trans? São um tipo específico de gordura usadas principalmente na indústria de alimentos. Estão presentes em biscoitos, sorvetes, margarinas, queijos processados, chocolates, dentre outros.

Freepic

NUTRIÇÃO EM FOCO, por Elis Pedrollo, nutricionista, CRN2 10.358, mestre e doutoranda em Endocrinologia pela Ufrgs

A presença dessa gordura torna o alimento mais palatável e melhora a sua textura. Entretanto, conforme já atestado em diversas pesquisas, essa gordura afeta negativamente a saúde. Tais evidências indicam que o seu consumo em excesso piora os níveis de colesterol, aumenta o risco de obesidade e doenças cardiovasculares, como infarto, acidente vascular cerebral e morte súbita.

E como saber se o produto tem esta gordura e controlar o seu consumo? É fundamental ler o rótulo com a lista de ingredientes e a tabela nutricional (que consta na embalagem). No entanto, em alguns casos, essa gordura pode estar disfarçada nos rótulos. Alguns biscoitos, por exemplo, alegam ter “zero” gordura trans por porção.

Mas atenção: quando aparecer “gordura vegetal hidrogenada” na lista, é muito provável que esteja presente a gordura trans. Pode ser gordura parcialmente hidrogenada, e essa possui 50% do tipo trans. A gordura totalmente hidrogenada é muito dura e não tem aplicação nos alimentos. Ou seja, é uma forma de confundir o consumidor.

Uma dica que pode auxiliar o consumidor é a utilização de um aplicativo de celular chamado Desrotulando, que pontua os alimentos de acordo com a sua lista de ingredientes e processamento.

A Organização Mundial de Saúde (OMS), desde 2004, tem recomendado a eliminação total da gordura trans da alimentação, visto os malefícios à saúde. Atenta a isso, a Anvisa lançou uma consulta pública para definição de regras no uso de gorduras trans em alimentos.

A proposta é de restringir, inicialmente, as quantidades permitidas dessa gordura nos alimentos para um limite de 2% sobre o teor total de gorduras. Posteriormente, o uso de gorduras e óleos parcialmente hidrogenados (um dos tipos de gordura trans) nos alimentos deverá ser proibido no Brasil.

Países como a Áustria, Dinamarca, Hungria, Islândia, Noruega e Suíça são exemplos nesse assunto, onde a gordura já foi banida.

A Anvisa pretende oferecer, através dessas novas regras, proteção à saúde dos consumidores. Fiquem atentos: leiam os rótulos!

COMENTÁRIOS