Gambrinus vai a Chicago

Restaurante centenário do Mercado participou de missão do Sebrae-RS no NRA Show 2016, evento que reúne empresas do setor alimentício nos Estados Unidos.

O evento não é tão antigo quando o Restaurante Gambrinus, mas está quase lá: essa foi a 97ª edição do National Restaurant Association Show – the international foodservice marketplace, realizada em Chicago, Illinois, de 21 a 24 de maio. O encontro internacional, promovido pela associação de restaurantes dos EUA, é um dos maiores do setor de alimentos, congregando empreendedores, empresários e entusiastas em três enormes pavilhões que expõem produtos, serviços e muitas ideias inovadoras. A missão empresarial organizada pelo Sebrae-RS reuniu 10 micro e pequenos restaurantes gaúchos, entre eles o Gambrinus, selecionados através de edital para visitar a aprender com o evento. O pacote de viagem, com partida dia 19, teve apoio do Sebrae-RS em 30% do valor, assessoria de especialistas e um roteiro de cinco dias, focado em conhecer as tendências do segmento. “O Gambrinus tem o objetivo de olhar para frente, ver o que é tendência no mundo hoje e as novidades, para implementá-las ou adaptá-las para cá”, diz o proprietário João Alberto Cruz de Melo, que esteve no NRA.

 

Tecnologia e equipamentos

“Participar da NRA Show é ter a oportunidade de acompanhar o que tem de melhor e mais moderno em tecnologia, seja em produto ou processo. Mais uma vez, as empresas gaúchas participantes realizaram contatos bem importantes, que podem gerar bons frutos”, observa Roger Klafke, coordenador estadual na Gerência Setorial de Comércio e Serviços do Sebrae-RS. Além de acompanhar a programação do evento, que incluiu tópicos como desenvolvimento de menu, uso de produtos orgânicos e tecnologia, o grupo realizou visitas técnicas, uma delas ao Eataly Chicago, espécie de mercado italiano. “Tem muitas coisas bacanas no Eataly que talvez possam ser trazidas para o Mercado”, observa João. De tudo o que viu, ele destaca a automação para cozinhas. “É fantástico, a qualidade e a quantidade de equipamentos para automatizar processos, o que reduz custos. É tudo uma questão de conseguir adaptar para a realidade brasileira, que é muito diferente”, avalia. Mostrando estar atento tanto ao Mercado Público quanto ao mercado empresarial, o Gambrinus também passou a integrar, este mês, o conselho da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no estado (Abrasel-RS).

COMENTÁRIOS