Final de ano em harmonia!

Não tá fácil! Dois mil e dezesseis merece ser despachado pra bem longe, pra não ter perigo de voltar. Fomos abalados por uma sequência de fatos que trouxeram temor e descrédito em todas as frentes.  Por isso devemos comemorar seu final buscando restaurar a harmonia na vida pessoal, profissional, amorosa e, por que não, cervejeira?

 

BURGOMESTRE, por Sady Homrich

Alguns dos momentos mais prazerosos da vida podem acontecer ao redor de uma mesa com as pessoas que amamos. Uma boa refeição é um carinho como poucos e a harmonia entre  comida e bebida pode virar um assunto divertido.  As cervejas artesanais e a culinária vêm ganhando espaço juntas nos últimos anos.

Dando uma passada nas bancas do mercado me dei conta que comi pouco peixe esse ano e a oferta nessa época é muito boa. Procure os peixes da safra, bem frescos e com bom preço. Abrótea, linguado, pescada, corvina e papa-terra são alguns exemplos de carne branca ou rosada, bem leves , que permitem vários preparos que combinam com diversas cervejas.

Gosto de fritar iscas de papa-terra apenas envoltas em maisena (sem ovo) pra acompanhar uma cerveja Imigração 1824 Export (5,2%alc), com sabor de malte, sem perder a leveza.

Uma das minhas especialidades é o Ceviche de corvina, que deve estar bem fresca. Faça filés, corte em cubos e tempere com MUITO sal e limão, levando ao gelo por 1 hora. Enquanto isso, cozinhe milho verde e batata-doce amarela em água com açúcar. Lave o peixe num cesto pra retirar o excesso de sal e tempere com pimenta dedo-de-moça sem sementes, cebola roxa e coentro fresco; sirva com o milho e a batata acompanhados de uma cerveja ácida tipo Gose, como a Morada CDB (4,8%alc), que tem limão Taiti na fórmula. O ceviche também pode ser preparado com linguado e lascas de manga, dando um toque tropical.

Já a abrótea faço ao forno sobre colchão de cebola. Muito fácil! Tempere 1 Kg de peixe com sal, pimenta do reino e maia-taça de vinho branco. Enquanto marina, corte 5 cebolas em rodelas não muito finas e refogue em uma frigideira com manteiga e sal até ficarem transparentes. Forre o fundo do refratário com a cebola, deite o peixe e dê um golpe de calor de 30min com papel alumínio em forno bem quente. Bata 2 latas de creme de leite sem soro e 100g de queijo ralado para cobrir o peixe antes de retornar ao forno por mais 20 min. Acompanha arroz branco e uma Diefen Belga Apimentada (6,5%alc), com notas de laranja.

Para o reveillón já deveremos ter anchovas pra assar no forno ou brasa e servir com molho de manteiga, lascas de amêndoas e alcaparras para brindar com uma levíssima Vintage Tropical Witbier (4,8%alc), aromatizada naturalmente com erva cidreira e pimenta branca!

FELIZ NATAL E UM ANO NOVO REPLETO DE BOAS NOTÍCIAS, com um abraço do Burgomestre,

SADY HOMRICH

Que a fonte nuuuunca seque!!!

COMENTÁRIOS