Feliz Páscoa no Mercado

Um dos grandes momentos do Mercado Público é a Páscoa. Nessa época ele é extremamente concorrido, porque apresenta ótimos produtos com bons preços, tanto para quem quer uma Páscoa tradicional, com os produtos prontos, como para quem quer fazer a sua própria Páscoa. Chocolates em barra ou fracionados, ovinhos, forminhas, cestas, embalagens você encontra nas bancas do Mercado. Além, claro, de muitos peixes nas tradicionais peixarias do lugar e nas bancas especializadas em bacalhau. Confira!

DOCES E CONFEITARIA

Armazém Camel

Destaque para o ovo de colher de 250 g e 500 g, a R$ 3 e R$ 3,54, respectivamente. A média dos preços do chocolate fracionado está em torno de R$ 17 e os mais nobres, R$ 35. O que mais sai é o da marca Padeiro, de Gramado.

 

 

 

Armazém do Mercado

Aqui o destaque é sempre o chocolate, mas a loja também oferece caixa de ovo de colher, com bons preços, forminhas de acetato e de silicone (mais práticas de trabalhar), cestas, palhas e embalagens para ovo e para fazer o chocolate em casa.

 

 

 

Armazém Doce

Cenourinhas recheadas com cri-cri por R$ 3 e ovinhos de açúcar a R$ 5,50, sendo dois por R$ 10, são as atrações. Além disso, chocolate em barra de 1 kg, forminhas de acetato (R$ 1,50) e de silicone (R$ 6,50).

 

 

 

Comercial Martini

Casquinhas de ovo de chocolate já pronto são a grande novidade da banca, uma exclusividade no RS. Além disso, cestas, embalagens para fazer barca de chocolate, adesivo para colocar nos ovos, caixinhas variadas, decoradas, ovos decorados com passas americanas e mais a linha de chocolate são as atrações. Os preços do chocolate variam de R$ 17 a R$ 75 reais, e as forminhas, de R$ 1,20 a R$ 7.

 

 

 

Gueno

Na banca a grande pedida são as barras de chocolate. Com 1 kg é possível fazer, em média, quatro ovos de 20 g. As barras têm preços a partir de R$ 15,90 o kg. As forminhas de silicone custam R$ 6,90 e as comuns, R$ 1,50. As caixas de ovo de colher, a “febre” do momento, estão partir de R$ 2,90.

 

 

 

 

BACALHAU

Banca 26

Um dos fortes da banca é o bacalhau, de diversos tipos. Bacalhau do Porto, com pele, a R$ 69 o kg, bacalhau Ling, com pele, a R$ 48 o kg, bacalhau limpo a R$ 72, bacalhau mais limpo, só a lateral, a R$ 95, e lombo a R$ 130. Também dispõe do peixe desfiado, tipo Saithe, a R$ 30, assim como o do Porto — o miúdo a R$ 70 e o graúdo (em postas) a R$ 90. O que mais sai nessa época é o desfiado e o lombo. Também tem muita saída o bacalhau inteiro para assar.

 

 

 

Banca 43

Outra banca tradicional pelo bacalhau. Um dos mais procurados é o Gadus Morhua, norueguês. Mas a banca oferece tanto desfiado, do mais nobre (a parte do lombo), quanto o mais simples (perto do rabo), mais barato. Também tem os cortes, como postas, ou inteiro. Os preços variam de R$ 30 o desfiado até R$ 138, que é a posta mais central do lombo, limpa. Por conta do preço, o desfiado sai bastante, muito procurado para fazer bolinho.

 

 

 

Banca do Holandês

Uma das bancas especializadas em bacalhau, com destaque para o Gadus Morhua, conhecido no Brasil como Bacalhau do Porto. Mas também tem de outros tipos, como Ling, Saithe e Zarbo, desfiado, a R$ 30 similar. A indicação é o lombo do Gadus Morhua, peça mais nobre, desossado, despeliculado, bom para fazer um lagareiro, por exemplo. Preços: R$ 70 o do Porto, R$ 72 sem a pele e R$ 69,50 com a pele. O mais barato é o Ling, a R$ 48.

 

 

 

Banca 38

A banca oferece diversos tipos de bacalhau, entre lombos e desfiados, como o do Porto, Gadus Morhua e Imperial graúdo. Podem ser encontrados com preços que variam entre R$ 30 e R$ 90.

 

 

 

 

  “A base de um prato bem elaborado é a dessalinização”, ensina o atendente Daniel de Souza, da Banca do Holandês, especializado no assunto. E para um dessalgue perfeito, ele explica que o importante é usar água gelada. “Esse é um dos segredos porque mantém a ‘pétala’, aquelas linhas que aparecem no corpo do peixe. Se pôr em temperatura ambiente, ela solta, e não se consegue deixar ele inteiro, que é o ideal para pratos bem elaborados.” Outro segredo, revela, é trocar sempre a água. “Tem bacalhau que, conforme a grossura, precisa de quatro dias para dessalgar. Se errar o dessalgue, o prato ficar não vai ficar bom”.

PEIXARIAS

Peixaria Japesca

Peixe inteiro, corvina e tainha, são os mais procurados na Semana Santa. Mas também tem filé de abrótea, pescado e salmão. Os peixes inteiros estão na média de R$ 12,90 (corvina) e R$ 19,90 (tainha). A banca recomenda uma tainha do mar para fazer no forno ou na brasa. E também o peixe tambaqui, do Norte do país, sem espinho, que está sendo muito aceito no Sul.

 

 

 

Peixaria Collar

Peixaria que apresenta os mais tradicionais peixes, como tainha, corvina, pescada, camarão com e sem casca. Porém o campeão de vendas da banca é o filé de anjo.

 

 

 

 

Beto Pescados

O destaque da banca vai para o filé de tilápia, muito consumido nos últimos tempos, e para o salmão, carro-chefe da peixaria. Além disso, a tradicional tainha também é muito pedida nos períodos de Páscoa. Os preços variam entre R$ 11,90 e R$ 46,90 o kg.

 

 

 

 

Coopeixe

A tradicional cooperativa vende bastante nesta época do ano tainha, pintado, filé de merluza, filé de anjo, camarões com casca e sem casca. Há, também, outros pescados menos tradicionais, mas que a banca também oferece. Os preços variam entre R$10,00 a R$12,00 o peixe inteiro.

 

 

 

 

Fotos: Fabiane Pereira

COMENTÁRIOS