Fé no Mercado

Fé no Mercado

No final de 2014, o Mercado Público foi palco de celebrações de diferentes religiões, mostrando que é espaço de diversidade, aberto a todas as crenças.

O final de ano desperta a espiritualidade de muitas pessoas, e manifestações religiosas se tornam ainda mais frequentes neste período. Algumas são tradicionais, outras são mais recentes, mas todas têm espaço no Mercado Público, que reuniu no final do ano passado atividades das religiões afro-brasileira, católica e evangélica.

 

Romaria 

Dia 28 de novembro, o Mercado recebeu a visita da imagem de Nossa Senhora Desatadora dos Nós, na preparação da Igreja Católica para a IX Romaria de Nossa Senhora Desatadora dos Nós, tradicionalmente realizada no primeiro domingo de dezembro em Porto Alegre. A imagem da santa ficou no Mercado das 10h às 18h, recebendo orações, com a presença do padre Jaime Caspary, pároco da Paróquia São Vicente Mártir. Saindo do Mercado, a santa passou por diversos locais de Porto Alegre, como a Redenção e a Rodoviária, até a data da procissão, 7 de dezembro. A Romaria é um dos maiores eventos religiosos do catolicismo na zona sul da cidade, e este ano reuniu cerca de três mil pessoas

Teatro 

No mesmo dia 28, a JP Produções e o Conselho Interdenominacional de Ministros e Pastores Evangélicos de Porto Alegre (CIMEPA) trouxeram ao Mercado a peça “Refém”, executada pela Cia. de Teatro Jeová Nissi, do Rio de Janeiro. A intenção era despertar o espírito natalino no Mercado, através de um momento de reflexão em meio à correria do fim de ano, e mais: “É uma peça que fala sobre a intimidade com Deus, sobre lembrar das primeiras obras, do amor que Ele tem conosco”, disse a coordenadora Ana Nóbrega. A peça reuniu evangélicos, que oraram com os atores, e também curiosos em acompanhar a peça. A Cia. Jeová Nissi existe há mais de 14 anos, reunindo atores de diversas Igrejas Evangélicas do país, e estava em turnê por Porto Alegre desde agosto.

 

Cerimônia

Um ato de Ação de Graças Inter-religioso reuniu grande público no dia 8 de dezembro, conduzido por Pai Paulinho no cruzamento central do Mercado. O ato também contou com homenagens a Oxum, orixá das religiões afro-descendentes que corresponde a Nossa Senhora da Conceição, e com uma cerimônia em homenagem ao prefeito José Fortunati e aos amigos e apoiadores das religiões de matriz africana. “É o mesmo Deus que nos move, que manda o sol nos iluminar, que manda as águas nos lavar, que nos traz a paz, que nos traz o sossego, que nos traz a prosperidade. E a importância do Mercado Público é muito grande”, disse Pai Paulinho. O Mercado é um espaço de referência para as manifestações dos cultos afro-brasileiros no estado, tanto que foi criada uma escultura ao Bará no centro do prédio.

Em tempos em que a intolerância se manifesta pelo mundo, o Mercado reafirma-se como espaço para todos, com respeito a todas as crenças. 

 

COMENTÁRIOS