Fala, Mercado!

Fala, Mercado!

 

Aqui, também com muita satisfação, alguns depoimentos do nosso público principal, os que vivem e trabalham no Mercado, assim como os nossos leitores.

 

 

Acho que o Jornal do Mercado é bom porque mantêm nós, os permissionários, informados do que acontece aqui dentro, coisas que às vezes a gente nem tem conhecimento. São fatos, vida de outros permissionários, que estão aqui uma vida inteira, além de trazer visitas que são feitas em outros mercados públicos – é a primeira página que eu procuro. O Jornal também informa os nossos visitantes e clientes de tudo o que se passa por aqui, falando do nosso cotidiano.

Jane Vieira, sócia-proprietária do Armazém Doce

 

 

 

 

 

 

 

O Jornal do Mercado trouxe uma evolução, digamos, porque ele não fica só dentro, mas se expande para fora do Mercado. Vem muito turista que pede o Jornal para nós, e levam para a cidade deles, é uma divulgação. Na minha opinião, o Jornal do Mercado trouxe muitas coisas boas para nós que trabalhamos no Mercado. É excelente, que continue.

Marco Aurélio Rosa Ferreira, garçom do Bar Naval

 

 

 

 

 

 

 

 

  

Conheci o Jornal aqui no Mercado Público. Acho bem bacana, é um jeito de a gente saber o que está rolando aqui dentro. A gente vê também as bancas que estão em evidência. Sempre procuro para ver se tem alguma promoção, alguma que é mais indicada, sempre folheio para ver isto.

Angélica Rodrigues, leitora, atendente da RBS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Casa de Pelotas também está comemorando cinco anos, e acho que foram cinco anos de uma parceria, bem grande, ao longo desse período. Sempre contamos com o apoio do Fabrício (Scalco, editor do JM), e a Casa de Pelotas faz votos que vocês permaneçam muitos e muitos anos aqui dentro do Mercado, fazendo o sucesso que vêm fazendo.

Richard Milán, gerente da Casa de Pelotas

 

 

 

 

 

Fotos: Letícia Garcia

COMENTÁRIOS