Eu no Mercado

Saulo Medeiros – Aposentado, 57 anos
Venho no Mercado seguidamente, mais para comprar peixe. Na Semana Santa tem peixe, camarão, bacalhau. Camarão eu levo mais os descascados. O bacalhau que eu levo para fazer bolinho, só encontro aqui. Levo também congrio, filé de pescada, uma corvininha para assar. E os preços são bem mais em conta.

 

 

 

 

 

 

 

Letícia Schwants – funcionária pública
Não faço muita compra de Páscoa, não tenho muito isso não. Mas às vezes compro o meu chocolatinho quando tenho vontade, aqui no Mercado. Eu tenho um afilhado, então este ano vou ter que comprar, né? A criança já está com quatro anos. Quero ver o que ele vai me pedir desta vez.

 

 

 

 

 

 

 

Gabriele e Caroline – maninhas no Mercado
Coroline: Vou pedir pro coelhinho um ovinho de Páscoa, aquele que vem com uma bolsa. Se estamos bem comportadas para ganhar presentes? A gente não sabe…
E a Gabi, não fala?
Caroline: Não, o gato comeu a língua dela…

 

 

 

 

 

Sthefanny da Silva e Karsten Brummerloh – estudantes alemães em convênio cultural no Brasil
Sthefanny: Viemos aqui no Mercado há um ano, mais ou menos. Compramos peixe, frutas, erva de chimarrão. Eu curso letras e sou de Frankfurt, ele é de Bremen e cursa Administração. Gostamos de ir ao teatro, na Cidade Baixa., onde moramos. Lá na Alema­nha só tem feira de frutas, não tem um Mercado assim.
Karsten: Aqui é muito parecido com a Alemanha quanto aos tipos humanos. Lá também tem muitos descendentes, tem muita mistura.
Sthefanny: O que mais se conhece do Brasil lá fora? Samba, futebol, Rio de Janeiro, caipirinha…

COMENTÁRIOS