Eu na Feira do Livro e no Mercado

A Feira do Livro é uma festa, feita principalmente pelos seus freqüentadores. O público, que é o grande objetivo final de todos os eventos. Praticamente ao lado do Mercado, a Feira enriquece o Centro Histórico, que neste período fervilha cultura, cidadania e humanismo. Veja alguns depoimentos sobre este belo evento, e sobre o Mercado, claro.

 

Fábio Ramos Oliveira, 46 anos, farmacêutico

A Feira do Livro é uma expectativa todo ano para conviver com as pessoas, adquirir livros novos, novas ideias, é ótimo. O Mercado Público é um ponto de referência para a cidade, é onde começa o comércio, é um lugar agradável, gosto de ir quando posso, sempre. É um ponto cultural excelente.

 

Clóvis Oliveira, 62 anos, professor

Cheguei agora na Feira, nesse instante e já comprei um livro, sobre a revolução húngara, de 1956. Acho que fiz uma boa compra, mas foi a única coisa que vi até agora. O mercado público é o primeiro lugar que as pessoas citam em qualquer cidade, né? Ele é importante para nós, para o turista, para todos. Sempre que cruzo pelo Centro, passo no Mercado.

 

Luís Pedro da Rosa Fraga, 39 anos, professor

Acho que a Feira teria que ter mais espaço. Com a reforma limitou um pouco o trânsito. Acho que nos últimos dias vai dar um pouco de transtorno, ainda não tive tempo de visualizar bem as ofertas, mas quero ter tempo para ver os livros com cuidado. Freqüento bastante o Mercado Público, ele tem uma história. Além da questão étnica e racial. E um espaço que valoriza bastante o Centro Histórico. Acho que poderia ter muito mais divulgação, do que se tem lá e ampliar o espaço.

 

Rui Barbosa de Souza, editor da Editora Rígel, 63 anos

Acredito que deveria ser articulada uma Feira do Livro de inverno (no Mercado), nos meses mais chuvosos, para ser mais atrativo para Porto Alegre. A pessoa vai ao Mercado fazer suas compras e conhece os produtos livreiros. O mercado livreiro tem os percalços da rede mundial de computadores (Internet). Deu uma segurada, travou bastante as editoras. Mas, eu acredito que vamos manter a média do ano passado. Já o Mercado Público, acima de tudo, representa um ponto de encontro, referência de alimentação que é uma coisa consagrada mundialmente em seus mercados públicos. E Porto Alegre tem um diferencial, até por sua arquitetura, por sua sistemática, houve reformas que embelezaram bastante a cidade.

COMENTÁRIOS