Estádios históricos de Porto Alegre, show de bola

Falando em Copa

 

Estádios históricos de Porto Alegre, show de bola

 

Confirmada como uma das sedes da Copa do Mundo de 2014, Porto Alegre começa a se preparar para receber as delegações e, principalmente, os milhares de turistas que deverão visitar a cidade. O estádio Beira-Rio, que passará por uma ampla reforma, será palco de importantes jogos e o Grêmio projeta sua moderna arena. Porém, em outros tempos a cidade já teve também importantes estádios, como o da Montanha, do Esporte Clube Cruzeiro e dos Eucaliptos, do Inter, que foi, inclusive, palco da Copa do Mundo de 50, onde jogaram as seleções do México e Ioguslávia, por exemplo.

 

Estádio dos Eucaliptos, a Copa já foi aqui

O Estádio dos Eucaliptos é a antiga sede do Sport Club Internacional. Recebeu este nome por causa dos eucaliptos que cercavam o estádio, trazidos de Viamão pelo ex-presidente do clube, Oscar Borba. A inauguração foi em março de 1931, com um Gre-Nal, vencido pelo Inter por 3 a 0. A partir de  fevereiro de 1944, o estádio recebeu o nome oficial de Ildo Meneghetti. Tinha inicialmente 10 mil lugares. Para a Copa do Mundo de 1950 e foi atualizado. Era um período de ouro, com o famoso time do Inter conhecido como Rolo Compressor da década de 40.

A última partida nos Eucaliptos foi em março de 1969, quando o Inter venceu o time mais antigo do futebol brasileiro, o Rio Grande, num jogo que teve a presença do velho ídolo colorado, Tesourinha, que aos 48 anos fez sua despedida nos minutos finais da partida. Em 1999 o clube investiu R$ 800 mil na recuperação do estádio. Ainda em 1999, o Inter voltou a jogar nos Eucaliptos, num amistoso, novamente contra o Rio Grande, como na despedida do estádio em 1969. Desde que deixou de ser usado para o futebol profissional, o estádio  já sobreviveu a projetos de remodelação, de venda e de transformação da área em shopping.  Atualmente, existem quadras de futebol com grama sintética para aluguel. Porém, o lendário estádio dos Eucaliptos vai ser vendido. O valor da venda, estimado entre 20 e 30 milhões de reais, deverá ser investido na reforma do Beira-Rio para a Copa de 2014.

 

Estádio da Montanha, quando brilhava o Cruzeiro

O lendário Estádio da Montanha ficava no bairro Medianeira, próximo ao Olímpico. Era o estádio do Esporte Clube Cruzeiro, o primeiro clube gaúcho a excursionar pela Europa, em 1953. O estádio foi inaugurado no dia 7 de março de 1941, quando o Cruzeiro jogou contra o São Paulo FC, vencendo por 1 a 0 num jogo com mais de 20.000 pessoas presentes. O Cruzeiro foi fundado no dia 14 de julho de 1913 e nos anos 50 chegou a ser considerado a terceira força do futebol gaúcho, tendo participado, depois, dos campeonatos de 1961 a 1965, 1968 a 1973 e 1976 a 1979.

O período áureo do clube foi o pioneirismo gaúcho em excursões para a Europa, Ásia e o Oriente Médio, em 1953 e 1954, quando jogou contra times  grandes, como Real Madrid, Lazio, além das seleções de Israel e da Turquia. O time jogou 15 partidas, vencendo sete delas. A excursão foi tão bem sucedida que o clube voltou a Europa em 1960, jogando  contra times como Sevilla, Bayern Hof, Dínamo de Zagreb e outros, além de seleções como Tchecoslováquia, Dinamarca e Bulgária. Com essa campanha, conseguiu um título, o Torneio de Páscoa de Berlim, um campeonato importante para a época, o primeiro título intercontinental de futebol de um clube gaúcho.

Na década de 1940 o clube cresceu. Contratou o técnico húngaro Emeric Hirchl, que trouxe consigo a famosa dupla de atacantes italianos Flamini e Lombardini.  Na década de 1970, o clube construiu o Estádio Estrelão (na Avenida Protásio Alves), seu estádio atual, inaugurado em 1977. Em 1979 o futebol profissional do clube entrou em recesso, só voltando em 1991. O clube vendeu o Estádio da Montanha para a construção do cemitério Papa João XXIII. O último jogo do Cruzeiro na Montanha foi no dia 8 de novembro de 1970, com uma vitória  de 3 a 2 sobre o Liverpool do Uruguai. Muitos torcedores deixaram o local chorando.

COMENTÁRIOS