Ervateira Casagrande, produto de tradição

Com mais de 65 anos, a empresa está na terceira geração, produzindo erva-mate para o tradicional chimarrão gaúcho na cidade de Fontoura Xavier/RS. Só no Mercado Público, são mais de 30 anos de vendas, informa Guilherme Casagrande Faller, sócio-diretor.

Foto: Fabiane Pereira

 

É uma história familiar: em 6 de maio de 1953, o avô de Guilherme, Felisberto Casagrande, começou a desidratar erva-mate no modo de carijo, que tinha na sua propriedade, passando a vender na região. Depois, no ano de 1983, instalou um sacador automático para aumentar a produção e melhorar a qualidade.

Três anos mais tarde, Adonis Faller, genro de Felisberto, assumiu a empresa na parte de moagem e empacotamento aumentando, assim, as vendas e a linha de produtos oferecida aos consumidores. E, em 1999, Guilherme Casagrande Faller, junto com o seu irmão Vinicius, unificou a secagem e moagem em uma empresa mais moderna, e com uma nova linha de produtos: a Matty, operando até hoje.

 

Principais produtos e diferenciais

São três produtos em linha, todos empacotados e a granel.

  • Erva-mate tradicional: produto retirado de ervais sombreados, composto por ervas nativas e cultivadas.
  • Erva-mate moída grossa: produto nativo, com acréscimo de 20% de pura folha, gerando um chimarrão mais encorpado.
  • Erva-mate suave: produto com adição de 2% de açúcar para quebrar o amargo do chimarrão, sem tirar o sabor da erva.

A mais procurada no Mercado Público é a erva-mate tradicional. Para o diretor Guilherme, “qualidade se consegue com investimento em matéria-prima, qualificação da equipe, inovação, respeito pelo consumidor e amor no que se faz”, resume.

COMENTÁRIOS