Em busca das frutas

 

Em busca das frutas

 

Eles estão diariamente no Mercado em busca delas, as frutas. Geralmente preferem as da estação, mas não resistem à curiosidade de conhecer e provar as exóticas e importadas. Mas todos, invariavelmente, apontam os benefícios das frutas para a saúde e a sua importância como complemento alimentar.

 

 

 

Glaci Terezinha da Costa, 63, enfermeira aposentada

 

Consumidora de frutas o ano inteiro, natural de Taquara, mas residindo em Porto Alegre, Glaci vem todas as semanas no Mercado em busca de pêssego, uva, goiaba e “frutas mais raras”, No verão é melancia e abacaxi. “Nos outros lugares estão mais machucadinhas, aqui é sempre fresquinha”, diz ela. Sobre a importância das frutas para a saúde, diz que são de suma importância para o intestino, pele, cérebro e até o humor. “Eu sem fruta fico bem deprê”, finaliza ela, bem humorada.

 

Maria José da Silva Correa (D), 62, professora aposentada e Tânia Mara Moreira (E), 55, autônoma

 

A porto-alegrense Maria está morando em Balneário Camboriú/SC, há oito anos. Viúva há quatro meses, dedica-se a conhecer lugares para esquecer a perda do marido, com a ajuda da amiga Tânia. Esta, natural de Carazinho, também está morando em Camboriú. Lá montaram uma associação de gaúchos, inclusive com sede e dois mil associados. Nessas viagens turísticas, foram encontradas no Mercado, comprando e fazendo fotos de frutas mais exóticas para postar no Facebook, como pitaia e graviola. Maria José, que vem no Mercado desde os cinco anos, gosta de morango, kiwi, maçã e pêssego. E de melão gaúcho, do qual sente muita falta em Santa Catarina, “não existe coisa mais gostosa”. Por sua vez, Tânia lembra dos tempos em que a sua mãe fazia laquê de tuna. Figo também lhe traz lembranças da infância. Tanto para uma, como para a outra, frutas significam saúde e bem estar. Por isto mesmo preferiram não almoçar e simplesmente comer salada de frutas, além de tomar um caldo de frutas na Banca 40. E saíram se sentindo muito leves.

 

Tania Maria Zanetti, 61, economista

 

“Venho umas duas, três vezes por mês, comprar verduras, frutas e também ir na banca da macrobiótica. Acho muito boas as frutas aqui, são bem fresquinhas e de qualidade”, diz ela. As preferidas são as da estação, como pêssego, ameixa e uva. Tania é adepta das frutas o ano inteiro, grande consumidora de mamão e abacaxi. No inverno, bergamota. No verão, laranja. “Todos os nutricionistas dizem que é muito saudável e eu sou apaixonada por frutas. Acho bom que todos consumam coisas saudáveis”, conclui ela, que acha as frutas do Mercado mais baratas e deliciosas. 

 

 

Fotos: Letícia Garcia 

 

COMENTÁRIOS