Doris

 

Nenhum Mercado é tão significativo quanto o nosso

     Doris Saraiva de Oliveira – Arquiteta com especialização em restauração e conservação de monumentos e sítios históricos, Dóris de Oliveira, funcionária da Secretaria municipal da Cultura da Prefeitura Municipal de Porto Alegre, tem uma destacada atuação nesta área. Já foi diretora da EPAHC, Equipe do Patrimônio Histórico Artístico e Cultural, do IPHAE, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado e Secretária Adjunta da Cultura de Porto Alegre. De todos os mercados que ela conhece, diz que não há nenhum semelhante e com o reconhecimento pela população como o nosso velho Mercado Público. Aqui o seu depoimento. 

  

O restauro do Paço Municipal

     Em 1996 fiz o curso de especialização em Restauração na UFBA – Universidade Federal da Bahia, onde desenvolvi o projeto de restauração do Paço Municipal. Antes de iniciar o projeto já tínhamos executado algumas intervenções como a restauração da cobertura e da cúpula, que ameaçava desabar. Em 2002 iniciamos a execução da obra completa que foi concluída durante a gestão do prefeito João Verle.

 

Restauro do Mercado

     11 anos após a obra avalio que o projeto de restauração do Mercado Público foi o mais emblemático desenvolvido até aquele momento na cidade. Tem um significado especial porque foi o primeiro projeto de restauração que tivemos condição de aplicar a metodologia conforme as cartas internacionais de restauração da UNESCO. Pudemos realizar todas as pesquisas e levantamentos que eram necessárias para o entendimento de um bem tão importante e complexo como o Mercado. O processo todo foi muito enriquecedor para todos nós da equipe técnica e acho que o resultado foi o melhor possível. As intervenções contemporâneas como a cobertura, a escada rolante, as alterações no pátio interno que foram polêmicas, inclusive entre a equipe, resultaram em boas soluções principalmente porque conseguimos manter a essência do mercado. Desvirtuamentos no Mercado.

 

Desvirtuamentos no Mercado

     Temo hoje por alguns desvirtuamentos do que foi estabelecido pela equipe de restauração para conservação e conservação do Mercado. Por exemplo, funções como banco. Antes da obra havia uma agência bancária com dois pavimentos que foi demolida porque tínhamos o entendimento que aquela função com aquele porte não caberia estar situada no mercado. A necessidade desse serviço poderia ser suprida por caixas eletrônicos.  Ao contrário disso, recentemente abriu uma agência bancária ocupando um espaço privilegiado que poderia estar sendo destinado a restaurantes, bares, etc. A justificativa principal para a execução da cobertura do pátio central é a de que o segundo pavimento tivesse atividade comercial com espaços de convivência para a população. Problemas na obra recente A obra em 2007 solucionou alguns problemas mas trouxe outros como a troca completa do ladrilho hidráulico do segundo pavimento por outro com o mesmo desenho mas de qualidade infinitamente inferior. Ele já apresenta rachaduras, craquelamento, manchas e espero que esse problema seja solucionado, pois se trata de uma situação evidente de má execução de obra, mas que ainda está sob o domínio da gestão pública.

 

Problemas na obra recente

     A obra em 2007 solucionou alguns problemas mas trouxe outros como a troca completa do ladrilho hidráulico do segundo pavimento por outro com o mesmo desenho mas de qualidade infinitamente inferior. Ele já apresenta rachaduras, craquelamento, manchas e espero que esse problema seja solucionado, pois se trata de uma situação evidente de má execução de obra, mas que ainda está sob o domínio da gestão pública.

COMENTÁRIOS