Dia de colecionismo no Mercado

Dia de colecionismo no Mercado

 

No sábado do dia 27 de abril o Mercado recebeu no Espaço de Eventos o 13º Encontro de Colecionáveis Cervejeiros. Colecionadores do Brasil e do exterior se reúnem no Mercado uma vez por ano para compartilhar sua paixão pela cultura cervejeira.

 

Organizado pelo Tcherveja – Clube Gaúcho de Colecionáveis Cervejeiros, o encontro anual de Porto Alegre, que reúne colecionadores de itens cervejeiros e de refrigerantes, tem três dias de programação. A exposição no Mercado é no segundo dia, e entre 42 estantes estavam latas, bolachas, garrafas, canecos e outros itens bem conhecidos dos apaixonados por cerveja. Além de trocas, vendas e do intercâmbio entre colecionadores, o evento no Mercado se torna um ponto para propagar a cultura cervejeira entre o público visitante. “Acho muito importante ser no Mercado, porque divulga o colecionismo. A gente quer justamente que as pessoas conheçam o que é o colecionismo cervejeiro”, diz Ronaldo Lague, presidente do Tcherveja. “E tem pessoas que já colecionam e não conseguem se relacionar com outros colecionadores. Aqui é uma oportunidade: a cada ano que acontece o nosso evento, aparecem novos colecionadores”, completa.

 

Variedade

 

Ronaldo destaca que o circuito de eventos de colecionismo vem crescendo a cada ano – ainda em 2013 haverá encontros em São Paulo, Argentina, Peru e Eslováquia. Cerca de 50 colecionadores estavam expondo no Mercado naquele sábado. Além dos gaúchos, expositores que vinham especialmente de Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, além do Chile, Argentina e Polônia. Zaiter Silvio Silva, conhecido no meio colecionista como Silvio Beer, vende itens cervejeiros a colecionadores, e veio de Minas Gerais. “Tenho certeza que em Porto Alegre não teria um local que fosse mais adequado para o encontro”, diz. “Aqui tem a presença do público. O colecionismo não vive só dos colecionadores – ele passa a sobreviver a partir do momento em que existam mais pessoas que venham visitar um encontro como esse e acabem se interessando”, completa. O chileno Mario Urzzeñez Cisternos, secretário ACCCA – Asociación Chilena de Coleccionistas de Cervezas y Afines, coleciona latas e lembranças de cerveja e Coca-Cola. Tem mais de 15 mil itens na coleção, e concorda com Silvio: a exposição no Mercado serve de incentivo para atrair pessoas ao colecionismo. “Este hobby nunca se acaba”, diz.

 

Foto: Letícia Garcia

COMENTÁRIOS