Destaques da semana na Feira do Livro de Porto Alegre

 Os preparativos para a 63ª Feira do Livro de Porto Alegre estão a todo vapor. De 1º a 19 de novembro, a Praça da Alfândega será o ponto de encontro de ideias, saberes e culturas compartilhados não apenas pelos livros, mas por uma gama de atividades que promete atingir todos os públicos.

 

A solenidade de abertura acontece às 19h da próxima quarta-feira, 1º de novembro, mas, ao longo do dia, outras atividades já estarão sendo desenvolvidas. Desde às 9h, uma programação voltada ao público infantil, juvenil e escolar concentra as atenções. Na quinta-feira, 2, a patrona Valesca de Assis é oficialmente apresentada. A cerimônia ocorre às 15h, no Auditório Barbosa Lessa – Centro Cultural CEEE Érico Veríssimo (CCCEV), na Rua dos Andradas, 1223, junto a um encontro de patronáveis e patronos de Feiras anteriores.

 

Sexta-feira, 03   

O destaque do dia vai para a primeira presença nórdica do evento, o norueguês Dag Øistein Endsjø. O estudioso apresenta o resultado de um estudo extenso e instigante a respeito da variedade de concepções religiosas sobre a sexualidade. Partindo das grandes religiões – o cristianismo, o judaísmo, o hinduísmo, o islamismo e o budismo – e estendendo-se às seitas modernas e religiões extintas, desvenda a moral sexual presente em cada uma dessas cosmovisões. Vale lembrar que neste ano a Feira homenageia os países nórdicos, apresentando os principais expoentes contemporâneos da literatura e do cinema da região. O bate-papo acontece a partir das 15h, no Auditório Barbosa Lessa –CCCEV. A mediação é feita por José Roberto Goldim. Haverá tradução simultânea.

 

Sábado, 04

O quarto dia de Feira tem como destaque a 12ª edição do Mutação na Feira – Quadrinhos, Zines e Cultura Pop, que se realiza das 14h às 19h, com palestras sobre HQs e o mercado de quadrinhos, na Tenda de Pasárgada, naPraça da Alfândega, diante do Memorial do RS. O evento continua até às 20h, no Auditório do Memorial, com a exibição do documentário “Fanzine Tchê: 30 anos de resistência” e bate-papo com realizadores. As atividades são coordenadas pelo Grupo Quadrante Sul e André Alves e têm como público-alvo quadrinistas, colecionadores, professores e alunos que trabalham com a produção e a leitura de HQs e outros interessados.

Ainda no sábado, haverá mais duas presenças nórdicas. Às 16h30, Kim W. Andersson (Suécia) participa de uma conversa sobre literatura e quadrinhos de horror no Brasil e no mundo. O encontro acontece no Auditório Barbosa Lessa –CCCEV e conta com a participação de Duda Falcão, Fabiano Denardim e Ticiano Osório.

Às 18h30, o Auditório Babosa Lessa recebe o também sueco David Lagercrantz. O premiado escritor e jornalista responsável pela sequência da série Millenium e por biografias e romances, traduzido para mais de 20 idiomas, fala sobre seus trabalhos, com mediação de Carlos André Moreira.

Ambas as atividades têm tradução simultânea.

 

Domingo, 05

Para finalizar o primeiro final de semana da Feira, haverá atividades para o público infantil, juvenil, adulto e acadêmico. Das 14h às 20h ocorrem mais atividades do 12º Mutação na Feira, com palestras e bate-papos com convidados especiais.

As presenças nórdicas do dia são do Ministro de Educação da Suécia, Gustav Fridolin, a partir das 14h na Sala Oeste do Santander Cultural – Rua 7 de Setembro, 1028 – com a apresentação da comitiva sueca na Feira, com mediação de Fernanda Åkesson. Mais tarde, Christina Rickardsson (suécia) apresenta o livro “Nunca deixe de acreditar”, a história de uma menina pobre que viveu em uma caverna no Brasil e transformou-se em escritora de sucesso na Suécia. Além da autora, presenças da tradutora Fernanda Akesson e da mediadora Guacira Merlin. Tradução simultânea em todas as atividades.

Às 14h30 ocorre a Mesa 1 do 14º Seminário Internacional de Comunicação, no Auditório Barbosa Lessa –CCCEV. A temática abordada será “Mídias em transformação: intermídia, transímidia, crossmídia”, com Lars Ellestrom e Derrick de Kerckhove, sob a coordenação de Antônio Hohlfeldt. Às 16h acontece a Mesa 2 do Seminário, que falará sobre “Midialidade – ensaios sobre comunicação, semiótica e intermidialidade”, com Philippe Joron, Fabio La Rocca, Vincenzo Susca e Claudia Attimonelli, sob a coordenação de Juremir Machado da Silva. Tradução simultânea.

 

Fotos: Fabiane Pereira

COMENTÁRIOS