Concluída primeira etapa de revitalização do Largo Glenio Peres

Entorno do Mercado

 

Concluída primeira etapa de revitalização do Largo Glenio Peres

 

Área histórica e central na vida da cidade, o Largo Glenio Peres (e seu entorno) começa a ser recuperado e melhorado, depois de anos de abandono. As melhorias são diversas, não se restringindo exclusivamente ao Largo. Fazem parte deste projeto também reformas na Praça XV, nas ruas José Montaury, Marechal Floriano, Abrigo dos Bondes e o próprio Mercado. A inauguração desta primeira fase, que tem a parceria da Vonpar/Coca-Cola, contou com a apresentação de Neto Fagundes e seu projeto Rock de Galpão e de Licia Peres, viúva do jornalista e político que dá nome ao Largo.

 

Entre as melhorias mais visíveis e importantes estão a colocação de deques e mobiliário em madeira, com ombrelones iluminados por refletores de piso, nos bares do Mercado Público, a recuperação da pavimentação em basalto e pedras portuguesas, resgatando o desenho original do local (semelhante a um tapete persa); a troca do sistema de iluminação, com a implantação de 12 novos postes e lâmpadas com vapor metálico (consome menos e ilumina 40% a mais); instalação de câmeras de videomonitoramento e também uma rede wireless. O alargamento dos canteiros da avenida Borges de Medeiros e o paisagismo com palmeiras compõem esse conjunto. Para Gabriel Mendo da Cunha, presidente da Associação dos Permissionários do Mercado, este projeto (dos deques) é a realização de um sonho para o Mercado. “Vai qualificar e trazer conforto para as pessoas que frequentam o Mercado. Acho que ganha Porto Alegre, os turistas, ganha todo mundo”, diz ele lembrando que o projeto começou há muito tempo e que ele teve apenas sorte de ser o presidente deste momento. O presidente também informa que os permissionários que utilizam os deques estão muito satisfeitos e vão se engajar com esse programa de qualificação que está sendo implantado. “Estamos formando um grupo bastante unido para se qualificar, e esperamos contar com o engajamento dos permissionários que fazem fronteira aqui com os deques. Implica no oferecimento de qualificação, tanto de atendimento, como de novos pratos, nova forma de operar, oferecendo novos e bons produtos”, afirma.

 

A decisiva participação da Vonpar/Coca-Cola

Já Rodrigo Vonpar, do Conselho de Administração e presidente do Instituto Vonpar diz que a empresa tem um longa história com essa área da cidade, lembrando que ela foi uma das apoiadoras do restauro do Mercado, na década de 90. “Naquele momento a gente participou, VONPAR, Coca-Cola, e agora é uma extensão natural para nós, dessa recuperação do Largo Glenio Peres, que tem tudo a ver com o projeto do Mercado, e que devolve ao cidadão, uma parte da cidade em que ele transita muito. A gente vê com muita naturalidade, porque é da característica da VONPAR e Coca-Cola participar deste tipo de ação, público-privada”. Além de qualificar a região, ele também acredita que esses investimentos vai ser “uma evolução boa para todo mundo”, estimulando os empresários do Mercado a qualificar seus produtos, serviços e atendimento, diz o executivo. “Essa é uma roda que se auto-alimenta, então é muito positivo e a gente espera, não em muito tempo, estar aqui novamente fazendo a entrega das outras etapas” conclui ele, lembrando também da nova fase do chalé que também deverá trazer mais público”, afirma Rodrigo.

 

Turismo

Igualmente satisfeito com o evento e o que ele representa, o secretário da SMIC, Luis Fernando de Moraes, lembra também do projeto do Bonde Histórico, informando que está preparando o edital que será publicado nas próximas semanas. O projeto, que já tem recurso assegurado, pelo PRODETUR, prevê um bonde histórico circulando, partindo aqui do Mercado até a Usina do Gasômetro, integrando com a linha de turismo que passa pelo centro, se integrando com os passeios do barco, que ganharão um atracador e um terminal turístico fluvial que vai qualificar saída dos barcos e uma área onde os turistas poderão ficar abrigados, com banheiros, salas de espera, bilheteria única, entre outras novidades. Moraes lembra que estão em andamento 10 projetos já liberados pelo Ministério do Turismo que vão mudar significamente o panorama central da cidade. “Acredito que nós próximos três anos teremos Porto Alegre bem diferente”, conclui.

 

 

 

Próxima fase

• Implantação de 20 jatos ornamentais de água com iluminação

• Uma escultura do jornalista Glenio Peres

• Espaço para apresentações culturais

• Manutenção física de todo o espaço, incluindo a Praça XV e seu entorno

COMENTÁRIOS