Uma pizzaria para o Mercado

Ciao do Mercado é o novo espaço do Quadrante 3, com saída para o Largo Glênio Peres, no espaço antes ocupado por uma loja do Café do Mercado.

 

A pizzaria veio para unir o sabor de Nápoles com o clima do Mercado Público, e teve um cuidadoso desenvolvimento.

“Ainda em 2016, nós ganhamos a licitação para a loja 73, ao lado da 71, que já é a nossa cafeteria do Mercado, possibilitando a ampliação da cafeteria, que está acontecendo neste momento”, conta Clóvis Althaus Jr., fundador da Ciao do Mercado e do Café do Mercado.

Surgiu a ideia de manter apenas uma banca Café do Mercado no prédio, transformando o outro espaço da cafeteria, com saída para o Largo, em uma pizzaria — atividade que o Mercado ainda não tinha. A parceria foi feita com a Ciao Pizzeria Napoletana.

“Nápoles é uma cidade com o Centro muito parecido com o nosso. Então, para a Ciao, brilhou muito esta ideia de poder me ensinar a fazer pizza e me ajudar a cuidar dessa operação.”

A nova equipe é toda treinada pela Ciao e as pizzas levam a assinatura do chef Gabriel Rossi. São 10 sabores no cardápio, servidos a la carte, um deles variando a cada 20 dias, o Speciale.

Destaque para a Pizza do Mercado, desenvolvida pelo chef Gabriel, que leva frutos do mar — polvo, mexilhões e camarão.

A Ciao do Mercado também serve um combo com pizza, salada e refrigerante, além de chope.

O espaço foi redecorado e conta agora com impressões lambe-lambe pelas paredes. O projeto é da arquiteta Mariana Althaus, baseado no estilo da marca Ciao, mas adaptado ao Mercado.

A Ciao do Mercado funciona das 11h às 21h, com acesso pela porta externa à noite. “Nossa maior expectativa é fazer funcionar o deque de forma plena e agradável, durante o maior tempo possível“, diz Clóvis.

Para isso, foi feita uma nova ambientação no deque, com plantas e iluminação.

“É o grande desafio. O deque está muito exposto ali na rua, tem todo tipo de dificuldade, mas tem sido uma grata surpresa: durante o dia, ele é usado plenamente e, à noite, que é o que mais queremos fazer acontecer, também está começando a funcionar”, conta.

“Nos próximos meses, pretendemos voltar a servir café orgânico fresco filtrado, de forma bem simples e prática, e então vamos abrir mais cedo.”

 

Fotos: Letícia Garcia

COMENTÁRIOS