Centro Cultural Usina do Gasômetro

Da antiga usina termelétrica construída na primeira metade do século XX, surge um dos cartões postais mais tradicionais da capital. O Gasômetro é o ponto de encontro entre casais, amigos e familiares que vão prestigiar as atividades promovidas pelo centro cultural. Ou, acompanhados de um bom chimarrão, esperam o clássico pôr-do-sol – um show à parte de toda beleza histórica e cultural do lugar.

 

Sendo um dos espaços culturais mais importantes e conhecidos de Porto Alegre, o Centro Cultural Usina do Gasômetro funciona no prédio de uma antiga usina termelétrica, projetada para gerar energia à base de carvão mineral e inaugurada em 15 de novembro de 1928. O nome “Gasômetro” surgiu devido à proximidade com a Usina de Gás de Hidrogênio Carbonado, construída em 1874, e que dava nome a região, conhecida como “a volta do Gasômetro”.

A Usina encerrou suas operações em 1974 e foi desativada. Em 1982 a Eletrobrás transfere para o município o uso do terreno. Com isso, no mesmo ano, o governo estadual tomba a chaminé e, em 1983, o prédio vem a ser tombado pelo governo municipal. A antiga Usina se transformou em um Centro Cultural, a partir de 1991. Os 18 mil metros quadrados de área abrigam auditórios, salas multiuso, anfiteatros, espaços para exposições, cinema e teatro.

No início de 2017, o local foi fechado por pelo menos um ano, a contar do início das obras, para uma reforma geral. Tradicionais espaços da casa, como a Sala P.F. Gastal, serão realocados, e novos equipamentos culturais serão concluídos, como o Teatro Elis Regina.

COMENTÁRIOS