Bom apetite na saída do inverno

O Mercado é um verdadeiro mosaico gastronômico e serve muito bem todas as estações do ano. Pratos típicos do Sul, pizzas, sopas, culinária vegana, entre outras opções contemplam o cardápio dos restaurantes e o bolso dos visitantes. Aqui trazemos um roteiro, destacando alguns pratos de inverno que podem ser uma boa pedida para se despedir dessa época do ano.

ESPECIAL| Roteiro de gastronomia

 

BANCA 40

A tradicional banca de sorvetes já é conhecida, também, pelo seu cardápio de sopas, que inclui algumas opções para aquecer o período mais frio do ano. São quatro variedades: sopa de legumes, caldo de feijão, creme de ervilhas e, a mais pedida, sopa de capeletti. Todas acompanham pão francês e tempero verde à parte. Qualquer uma delas sai por R$ 15 e, se quiser repetir, a segunda fica R$ 8.

Bar Chopp 26

Um dos pratos do cardápio do Bar Chopp 26 que se destacou na estação foi o carreteiro à gaúcha. Assim como tradicional carreteiro, este é feito com charque, picanha e linguiça. Além disso, acompanha feijão mexido, variedades de saladas, tempero verde e queijo ralado. De acordo com o restaurante, mesmo perto do fim do inverno, o prato continua saindo muito bem e se destaca pela qualidade e o modo de fazer. São servidas porções individuais (R$ 45) ou para duas pessoas (R$ 70) — porções generosas, garante o restaurante. Para acompanhar, chope artesanal por R$ 10 (300 mL) e R$ 15 (500 mL).

Restaurante e Choperia Essencial

Conhecido pela venda de chopes artesanais gaúchos, o restaurante dispõe no seu cardápio de um assado de tiras, muito servido em parrillas uruguaias. É feito com costela em tiras, arroz e tomate cereja. Também acompanha farofa tradicional e chimichurri, um molho clássico da cozinha argentina feito à base de ervas finas, pimenta e azeite de oliva. O prato é para uma pessoa e é servido somente nas sextas-feiras, no almoço e jantar (é necessário verificar a disponibilidade para o jantar). O valor é R$ 28. Diferentes opções de chope são uma boa pedida para acompanhar.

Taberna 32

Há cinco meses, a Taberna 32 possui um cardápio vegano e destaca para a estação o tradicional prato à parmegiana, feito à base de aipim com proteína de soja defumada, tofu e beterraba. Acompanha arroz, batatas fritas, feijão e saladas, além do molho vermelho da casa, feito com ervilhas. De acordo com o restaurante, o prato é uma ótima opção para esse final de inverno e, desde a inserção do cardápio vegano, o movimento aumentou em 80%. A porção serve uma pessoa e custa R$ 24. Nas terças-feiras é o prato do dia e fica por R$ 18. Para acompanhar, o restaurante dispõe de sucos naturais.

Restaurante Gaúcho

Há mais de 30 anos, o Restaurante Gaúcho serve o seu mocotó, que faz sucesso no inverno, mas é oferecido o ano todo. O prato é feito com pata, mondongo, linguiça fina, tendão, feijão branco e tripa. Acompanha à parte tempero verde, ovo, linguicinha, azeitona e pão francês. O valor da porção individual é R$ 27. A bebida mais pedida para acompanhar é o vinho, que custa R$ 8 a taça. O mocotó também é vendido congelado para quem quiser levar para casa. O preço é o mesmo.

Ciao do Mercado Pizzeria Napolitana

Foto: Letícia Garcia

Foto: Letícia Garcia

Recém inaugurada no Mercado, a Ciao se destaca pelo seu cardápio de pizzas tradicionalmente napolitanas, feitas com massa de fermentação natural. Para os dias mais frios, a opção é a Carbonara, que leva como base um creme de gemas, mozarela de búfala, parmesão, manjericão, azeite e bacon. As opções clássicas do cardápio, que vão bem o ano todo, são a pizza Marinara, que leva molho de tomate, manjericão, azeite, alho e orégano; e a Margherita que leva molho de tomate, azeite, mozarela de búfala e parmesão. Os preços variam de R$ 19 a R$ 30. Vale ficar atento ao cardápio que, a cada quinzena do mês, tem um sabor especial.

Mamma Julia

O prato que se destaca no cardápio do Mamma é a sua tradicional tainha recheada, muito procurada pelos clientes. O peixe é feito na hora, com um preparo que leva em torno de 20 a 30 minutos. O peixe é grelhado e recheado com camarão ou molho escabeche — também tem a opção de comer ele puro. Acompanha arroz, pirão de peixe e salada, tudo servido em uma telha de barro. Para os apaixonados por peixe, é uma ótima pedida para o ano inteiro. Serve de duas a três pessoas, saindo em média por R$ 70 — preço que pode variar para mais ou para menos, conforme preferências do cliente.

Restaurante Gambrinus

A rabada está no cardápio do Gambrinus há cerca de 30 anos e, desde então, é feito sempre da mesma forma. Durante os anos foi se mantendo como um prato tradicional, se tornando uma das opções clássicas do restaurante nas terças-feiras. É um prato muito bem feito e cuidado, desde a seleção da origem do produto até a mesa do cliente — uma ótima pedida para os dias mais frios. Acompanha arroz, agrião fresco, polenta da casa com o molho da própria rabada. Serve uma pessoa e sai pelo valor de R$ 39.

Bar e Restaurante Naval

Tradicional bar e restaurante do Mercado, o centenário Naval passou por uma completa repaginação no seu visual e proposta, mas manteve algumas características do antigo bar, então um consagrado reduto boêmio. Uma delas, o famoso prato Terrível Feijoada, assim denominado pelo antigo e lendário garçom Paulo Naval. O prato, como o nome já anuncia, é extremamente forte.

Restaurante Pires

Restaurante que já vem de longa data no Mercado, tendo mudado de lugar e passado de pai para filho, tem várias opções de pratos para espantar o frio. Uma pedida certa é o mocotó, que vem em cumbucas (uma tradição do Mercado) e porções que satisfazem uma pessoa perfeitamente.

Restaurante Santa Cruz

Restaurante popular, de clientela assídua e fiel, serve vários pratos a preços acessíveis, principalmente no almoço. Serve vários pratos quentes, ideais para o inverno. Mas um destaque é o bife de fígado, bem acebolado e com acompanhamentos que o cliente desejar. Como a casa tem origens portuguesas, não pode faltar o pãozinho.

Lancheria Luz

Pioneira em mocotó congelado no Mercado, o espaço serve o prato desde 1966, quando a lancheria foi inaugurada. Há 15 anos, o cliente tem a opção de levar para casa, acompanhando pão, tempero verde e ovo.

Estação Pastel

O forte da casa é o pastel de massa artesanal, mas também tem pratos quentes, como bife à parmegiana com presunto e queijo, molho de tomate, acompanhando nhoque, arroz, salada mista e feijão. É servido diariamente, e as opções de bebidas são sucos, água mineral e refrigerantes.

Fotos: Fabiane Pereira

COMENTÁRIOS