A força do Mercado

A força do Mercado

Há 11 meses, um incêndio de grandes proporções atingiu o Mercado Público, coração da cidade de Porto Alegre. Provando sua força, o Mercado se reergueu e mantém-se como centro de referência da população. 

A noite de 6 de julho de 2013 comoveu a cidade. O fogo, iniciado por um curto-circuito, atingiu o piso superior do prédio histórico, devastando 10% de sua estrutura. Com grande mobilização de mercadeiros, autoridades municipal, estadual e federal, entidades e população, o Mercado foi reaberto 38 dias após o incêndio. Foram diretamente atingidos cinco restaurantes, uma doceria, uma sorveteria e espaços institucionais como o Memorial do Mercado, a sala do Programa Monumenta e a sede da Associação de Comércio do Mercado. Agora, quase um ano após o ocorrido, o Mercado já pulsa de vida e caminha para sua recuperação completa.


Recuperação


Os recursos para a restauração do prédio vieram pelo Programa Aceleração do Crescimento (PAC) Cidades Históricas, do Governo Federal, no valor de R$ 19,5 milhões. Serão recuperadas as estruturas de alvenaria e o telhado, uma área de 1.275 m². Os tapumes e as redes de proteção que cercam parte do exterior do prédio são para garantir a segurança dos que passam enquanto equipes trabalham, e a lona preta na parte interna isola a área atingida pelo incêndio, protegendo o restante das bancas da chuva e do vento. Uma instalação provisória foi construída no Espaço de Eventos do térreo para que as nove bancas atingidas pelo incêndio possam atender seus clientes. O prazo para a entrega do segundo piso restaurado é 5 de outubro deste ano. Durante as obras de recuperação, as demais bancas do Mercado seguem funcionando normalmente.

 
Foto: Cristine Rocho/PMPA

Resistência que atravessa o tempo


Em seus 144 anos, este foi o quarto incêndio enfrentado pelo Mercado Público, que também já passou pela enchente de 1941 e por uma ameaça de demolição. Com a luta dos mercadeiros, o investimento do governo e o carinho da população, o Mercado sempre encontrou apoio para se recuperar. Parte da identidade de Porto Alegre, o Mercado transformou-se em muito mais que um centro de abastecimento. Reunindo memória, lazer e cultura, é um espaço de relações e de diversidade – diversidade de pessoas, cores, aromas e produtos. São 111 bancas, muitas que passaram de geração a geração. Mais de 1,2 mil pessoas trabalham no Mercado, e cerca de 150 mil passam por ele diariamente. Fundado em 5 de outubro de 1869, suas paredes centenárias são feitas de histórias.

The Public Market’s strength

 

 Eleven months ago, a big fire reached the Market, Porto Alegre city’s heart. Proving its strength, the Market recovered and kept itself as a reference to people.

The night of July 6th 2013 touch the city. The fire, started by a short-circuit, reached the historical building’s upper floor, ravaging 10% structure. With big mobilization of market workers, municipal, state and federal authorities, entities and the people, the Market was reopening 38 days after the fire. Five restaurants, a sweet shop, an ice cream shop and institutional places like the Market Memorial, the Monumenta Program place and the Market Commerce Association head office were reached. By now, almost a year after the fire, the Market already pulses with life and walks to its complete recovery.

Recovery


The means to the building’s reconstruction are from the Growth Acceleration Program (PAC) Historical Cities, Federal Government program, amounting to R$ 19,5 millions. Will be recovered the brickwork structure ant the roof, a 1.275 m² (13.724 ft²) area. The fences and the protection networks surrounding part of the building are there for the security to those who passes by, while the work is being done, and the black tarpaulin inside isolates the area affected by the fire, protecting the rest of the market stalls against rain and wind. A temporary place was built in the Events Space at the first floor for the nine stalls reached by the fire can serve their customers. The deadline for delivery of the second floor restored is October 5th this year. During the restoration work, the other market stalls keep working as usual.


Resistance across the time


In its 144 years, this was the fourth fire faced by the Public Market, which also pass through the 1941 flood and a threat of demolition. With the market workers struggle, the government investment and the people’s people’s care, the Market always had  support to recover itself. Part of Porto Alegre identity, the Market has become much more than a supply center. Flocking memory, leisure and culture, it’s a space of relations and diversity of people, colors, flavors and products. There are111 stalls, many passed from ne generation to the next. Over 1.200 people work in the Market, and about 150.000 pass through it daily. Founded on October 5th 1869, their centenary walls are made up of stories.

COMENTÁRIOS